• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record

Ministério da Saúde recomenda dose de reforço da Janssen

Nota técnica foi divulgada com as orientações para esse imunizante

Chegaram ao MS 200,2 mil doses do imunizante da Janssem. (Foto: Divulgação/Arquivo)

Em nota técnica divulgada na noite dessa quinta-feira (25), O Ministério da Saúde orienta a dose de reforço aos quatro milhões de brasileiros vacinados com o imunizante da Janssen. A segunda aplicação deve ser realizada entre dois e seis meses após a primeira. A recomendação do ministério é que seja utilizado a vacina do mesmo fabricante.

A nota informa que estudos científicos, que, segundo o Ministério, mostram aumento significativo na imunidade após a aplicação de mais uma dose da vacina, principalmente com intervalo mais longo, de seis meses, foram utilizados como base para a orientação.

O órgão informa que os níveis de anticorpos aumentam nove vezes após uma semana com a imunização da Janssen quando aplicada seis meses depois da primeira dose. Esse índice segue aumentando em até 12 vezes quatro semanas após a aplicação do reforço.

Uma pesquisa norte-americana que demonstrou que a dose de reforço, quando aplicada com um intervalo mínimo de dois meses, fornece até 94% de proteção contra a covid-19, foi usada como base para os estudos do Governo. De acordo com o estudo, o índice é de 75% com a dose única. O estudo também demonstrou que os níveis de anticorpos aumentaram de quatro a seis vezes com a dose de reforço. 

A única contraindicação à tomada da Janssen é no caso de mulheres que se vacinaram com o imunizante de dose única e estejam grávidas. Neste caso, o Ministério recomenda a vacina da Pfizer como opção ao reforço.

Veja Também