• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Benefício

Nascidos em fevereiro recebem 1ª parcela do novo auxílio nesta sexta-feira

Benefício já está disponível para movimentação pelo aplicativo e poderá ser sacado a partir do dia 6 de maio

(Foto: : Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

A primeira parcela do auxílio emergencial será depositada nesta sexta-feira (8) a 2,17 milhões de beneficiários nascidos em fevereiro elegíveis para a nova fase do programa, num total de R$ 450 milhões. O saque em dinheiro para o grupo só poderá ser realizado a partir do dia 6 de maio.

Até a liberação da retirada em espécie, o valor pode ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem. Pelo sistema, os beneficiários conseguem pagar boletos, comprar pela internet e pelas maquininhas de estabelecimentos comerciais.

O calendário dos novos pagamentos do auxílio emergencial é dividido em quatro ciclos, de créditos e de saques. No domingo (11), será a vez de outros 2,45 milhões nascidos em março, num repasse superior a R$ 511 milhões.

Os débitos da primeira parcela seguem até 30 de abril, quando o benefício será disponibilizado para os nascidos em dezembro. Os beneficiários do Bolsa Família, por sua vez, começaram a receber a nova rodada do auxílio emergencial no dia 16 de abril, de acordo com o calendário habitual do programa assistencial.

A nova rodada terá quatro parcelas, de abril a julho, com valor médio de R$ 250. Mulheres chefes de família receberão R$ 375 e pessoas que vivem sozinhas, R$ 150. O total de beneficiados atingirá 45,6 milhões.

Desde a última sexta-feira (2), as pessoas que se inscreveram pelos meios digitais da Caixa e os integrantes do Cadastro Único do governo federal podem conferir se têm direito a receber o benefício pelo site www.cidadania.gov.br/auxilio.

Caso o beneficiário tenha o cadastro negado e entenda que cumpre os critérios de elegibilidade, ele poderá contestar a decisão até a próxima segunda-feira (12), clicando na opção que aparece no Portal de Consultas. A Dataprev, empresa responsável pelo cruzamento de informações, ainda está analisando pedidos de contestações e pode liberar em breve novas aprovações.