• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Tratamento do Câncer

Rede Amo proporciona atendimento especializado a pacientes com câncer

De acordo com o presidente da Cassems, tratamento oferece diversidade de especialistas

Médico durante entrevista (Foto Luciano Muta)

A Rede Amo integra todas as áreas de atendimento envolvidas no tratamento ao câncer, contou o presidente da Cassems, Ricardo Ayache ao programa Noticidade Primeira Edição. O novo programa de atendimento da Cassems foi lançada no último dia 18 com o objetivo de proporcionar atendimento mais humanizado no procedimento oncológico aos beneficiários.

O novo sistema da Cassems oferece especialistas de várias áreas voltados ao tratamento de câncer, esclarece Ayache. "Nós passamos a oferecer aos nossos pacientes, em todo o Estado, que passarão a ter atendimento exclusivo em toda a rede Cassems dentro de 90 dias, o médico oncologista, o cirurgião oncológico de todas as áreas, nutricionistas, enfermagem capacitada, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, psicólogos, voltados ao atendimento integral do paciente", explica.

Um dos diferenciais da Rede Amo é o atendimento voltado também aos familiares dos pacientes com câncer. "É um problema que, naquele primeiro momento, é de grande impacto para o familiar e para o paciente, e que nós, além de tudo, trabalhamos a muito tempo a questão da prevenção do câncer. Com isso, essa rede integrada, junto com a Clínica da Família, traz essa integração", destaca. O presidente explica que os pacientes diagnosticados precocemente com câncer na Clínica da Família serão acompanhados pela Rede Amo.

"É um trabalho muito forte de prevenção e promoção à saúde. Nosso objetivo é que, se tiver que diagnosticar um câncer, que seja numa fase muito precoce. Porque assim as chances de cura são enormes e com um sofrimento muito menor para o paciente, muito menor para família", ressalta.

Ricardo Ayache também informa que, dentre os benefícios da rede Cassems, como o transplante cardíaco já oferecido pelo Hospital, a novidade é o transplante de medula óssea, com uma estrutura capaz de realizar esse procedimento. Com essa nova especialidade da rede de saúde, Mato Grosso do Sul se torna o 11º estado a fazer essa intervenção.

Veja Também