• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Projeto de Lei

Proposta busca ensino gratuito da língua inglesa a turismólogos

Projeto de Lei está em tramitação na Alems

(Foto: Edemir Rodrigues)

Está em tramitação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), o Projeto de Lei 181/2022 do deputado Lucas de Lima (PDT) que institui a criação do programa “Inglês Básico” que visa oferecer curso básico de inglês gratuitamente para os profissionais envolvidos com o setor do turismo no Estado do Mato Grosso do Sul.

De acordo com o projeto, consideram-se profissionais envolvidos com o turismo aqueles que atuam nas áreas de hotelaria, transporte, gastronomia e lazer, como recepcionistas, porteiros, taxistas, motoristas, garçons, guias, atesãos, entre outros.

Proposta é de autoria do deputado Lucas de Lima - (Foto: Wagner Guimarães/Alems)

A capacitação será oferecida por meio de celebração de parcerias com organizações da sociedade civil e empresas privadas. De acordo com a proposta, o Estado do Mato Grosso do Sul é conhecido pelo ecoturismo e tem como principais cidades: Bonito, Corumbá (Pantanal), Campo Grande, Bodoquena, Rio Verde, e mais municípios.

“Mesmo durante a pandemia, somente a cidade de Bonito recebeu em 2021 mais de 205.000 turistas. E com a retomada da circulação de viajantes, a tendência é que o Estado passe a receber ainda mais visitantes após a baixa provocada pela pandemia”, citou Lucas de Lima.

“Cabe ao Poder Legislativo Estadual propor medidas que favoreçam a capacitação de profissionais envolvidos com a área do Turismo. Este projeto tem como objetivo solicitar, junto ao Poder Executivo, que este ofereça cursos básicos de inglês gratuitamente aos profissionais”, destaca o deputado. 

“Assim, é importante que os profissionais envolvidos com o turismo estejam preparados para prestar seus serviços aos turistas estrangeiros. E nem todos os trabalhadores dos setores relacionados com atividades turísticas tiveram a oportunidade de aprender a língua inglesa, que permite melhor comunicação com os visitantes de outros países”, finalizou o deputado. 

(Com informações da ALEMS)

Veja Também