• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Eleições 2020

“Minha bandeira é enfrentar corrupção e o desvio da finalidade pública”

Sérgio Harfouche, do Avante, tem as pessoas como base do programa de governo

Sérgio Harfouche concedeu entrevista à Rede MS nesta sexta-feira (Foto: Luciano Muta)

“Nós precisamos de uma Prefeitura mais justa e mais equilibrada”. Esse foi o ponto de partida da participação de Sérgio Harfouche, candidato da sigla Avante, na Rodada de Entrevistas promovida pela Rede MS com todos que estão na disputa pelo cargo de prefeito da Capital nas próximas eleições.

O candidato, que é membro do Ministério Público de Mato Grosso do Sul há 28 anos e atualmente procurador de Justiça licenciado, afirma que sua administração será baseada no tripé: transparência com os gastos públicos, responsabilidade compartilhada e resolutividade dos problemas enfrentados pelo campo-grandense. “Minha principal bandeira é o enfrentamento da corrupção e todo desvio da finalidade pública”, afirma.

No aspecto da infraestrutura Harfouche ressalta que os problemas são reflexos da falta de planejamento, em especial sobre os alagamentos que acontecem na cidade. “É o meio ambiente reagindo ao que não foi planejado, à incompetência”, pontua. E para quem empreende na cidade, o candidato defende a redução de taxas e a desburocratização para funcionamento das pequenas e micro empresas que trazem emprego e renda.

Na mobilidade urbana, o candidato do Avante é favorável ao incentivo dos aplicativos de transporte. Na sua visão, o usuário do transporte público tem um serviço ineficiente, tarifa que considera muito cara e situações em que o passageiro ainda precisa pagar mais de uma passagem para se deslocar. Ele aponta ainda que e todos os usuários do tráfego são impactados com projetos caros e que não viabilizam e nem aceleram a mobilidade urbana.

No setor educacional, Harfouche quer combater a evasão escolar. Para isso vai investir na valorização do professor e de todos os servidores da escola para que, capacitados e motivados, possam oferecer um conteúdo pedagógico melhor e atrair o aluno. Tudo isso estimulando a participação constante da família. “Nós precisamos trazer cada vez mais a família para o compartilhamento de tudo que acontece no meio escolar”, pontua.

Na área da saúde, o candidato quer criar um centro de diagnósticos para agilizar a realização de exames para os campo-grandenses. No entanto ressalta uma situação recorrente da saúde que impacta também no aspecto social: a falta de leitos para tratamento de desintoxicação de dependentes químicos.

“Como fui presidente do Conselho Estadual Antidrogas por 10 anos, conheço essa realidade de perto. As pessoas estão em situação de rua por abuso de álcool e drogas e muitas vezes a família que busca ajuda para esse dependente não encontra leitos na rede pública de saúde”, afirma. “Temos um projeto em estudo de transformar o espaço da antiga rodoviária em um centro de reabilitação com todo tipo de ação para recuperar essas pessoas com o apoio das comunidades terapêuticas que considero instituições heróicas porque fazer o acolhimento desses dependentes e acabam ajudando muito a saúde pública”, salienta.

Harfouche enfatiza que a base do seu programa de governo é a pessoa, o cidadão campo-grandense, do servidor ao contribuinte. "Antes da aplicação da lei, vem a pessoa humana", reforça. Para sua gestão quer servidores técnicos, valorizados e capacitados continuamente para melhorar a prestação do serviço público em todas as áreas. “Nós precisamos dividir responsabilidades na hora de resolver os problemas da cidade unindo família, poder público e privado”, assegura.

Sérgio Harfouche foi o décimo candidato a participar da Rodada de Entrevista. Cada um dos concorrentes ao cargo terá a oportunidade de falar sobre seus projetos de governo no Programa Balanço Geral (TV MS Record), Noticidade (FM Cidade 97) e Diário Digital. A ordem de participação foi definida por meio de sorteio realizado na presença de todos os representantes de partidos e coligações em reunião preliminar na sede da Rede MS, no dia 08 de outubro. 

No programa Balanço Geral MS a entrevista começa às 11h40. A duração é de 12 minutos, sendo 10 minutos de perguntas e respostas e dois minutos para as considerações finais. No Noticidade a sabatina começa na sequência, a partir das 12h também com duração será de 12 minutos. Na televisão e na rádio, as entrevistas são conduzidas pela jornalista Ellen Genaro.

Todos os procedimentos da Rodada de Entrevistas atendem à legislação eleitoral e também as medidas de biossegurança em virtude da pandemia do novo coronavírus. Na terça-feira, 03 de novembro, a sabatina retorna ao vivo com a participação da candidata Cristiane Duarte, do PSOL.