• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Crime

Homem morto em confronto com o Choque na Capital é filho de um dos maiores narcotraficantes do mundo

Jardel Angelo Wink Soligo foi baleado após atirar em policiais militares durante abordagem

Irineu Domingos Soligo, o ‘Pingo’ está preso no Brasil (Foto: Divulgação)

O homem que morreu em confronto com a equipe do Batalhão de Choque da Polícia Militar (PM) em Campo Grande (MS) na tarde de quinta-feira, 31 de Dezembro, é Jardel Angelo Wink Soligo, de 37 anos, filho do traficante internacional Irineu Domingos Soligo, o “Pingo”.

Segundo informações, na tarde de quinta-feira, a equipe da PM fazia rondas quando se deparou com um veículo da marca Renaut Fluence, conduzido por Jardel. Ele teria demonstrado nervosismo com a presença policial.

Os policiais pediram para que ele descesse do veículo. Porém, Jardel demorou a fazê-lo. A polícia ordenou que ele colocasse as mãos na cabeça, porém, Jardel sacou uma arma de fogo e atirou nos PMs. Os policiais revidaram e o acertaram.

Os PMs ainda o socorreram e o levaram à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Almeida, mas Jardel não resistiu. Os policiais recolheram, no veículo, uma pistola calibre 40, de uso restrito das forças policiais, com numeração raspada, carregador e munições.

Narcotraficante procurado – Irineu, o pai de Jardel, está preso no Rio Grande do Sul. De acordo com a Secretaria Nacional Antidrogas (SENAD) do Paraguai, ele esteve na lista dos narcotraficantes brasileiros mais procurados do país e também pela Interpol (a polícia internacional).

Ele foi capturado em uma fazenda na região de Pedro Juan Caballero durante operação da SENAD.

Veja Também