• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Isabela Duarte

Três Lagoas amplia grupo de crianças que podem receber a vacina contra a Covid-19

Após baixa procura pelo imunizante pelo primeiro grupo, prefeitura decide adiantar o processo

(Foto: Divulgação/Prefeitura de Três Lagoas)

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas (MS) decidiu ampliar os grupos prioritários na vacinação do público infantil. Agora, crianças de 5 a 11 anos que convivam com familiares dos grupos de risco, podem se vacinar.

A decisão foi tomada por causa da baixa procura pela imunização da faixa etária com deficiência permanente ou comorbidades.

A vacinação será na Clínica da Criança das 8h às 16h30 e, para se imunizar, a criança deve estar acompanhada dos pais ou responsável legal portando documento oficial com foto (do responsável e da criança).

A Clínica da Criança fica localizada à Rua Egídio Thomé com a Rua Etelvino Custódio de Queiroz.

Além disso, é necessário um laudo médico, receita ou outra forma de comprovação que identifique qual comorbidade o familiar, que vive no mesmo domicílio, possui.

Em caso de ausência desses (pais ou responsável legal), a vacinação da criança deve ser autorizada (pelos pais ou responsável legal) por meio de um termo de assentimento que pode ser acessado no link

Após a vacinação, os profissionais de saúde solicitarão para que a criança permaneça no local em observação por cerca de 20 minutos, assim como é orientado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e Ministério da Saúde.

Além disso, o acompanhante da criança será informado das principais reações normais da vacina (que podem ser isoladas ou mais de uma), que são: dor, inchado e vermelhidão no local da aplicação, febre, fadiga, dor de cabeça, calafrios, mialgia (dor muscular) e artralgia (dor nas articulações). E, em caso de a criança apresentar dor repentina no peito, falta de ar ou palpitações após a vacina, deve ser levada ao médico.

A vacina para crianças é identificada por um frasco na cor laranja que contém uma dose de 0,2ml produzida pelo laboratório Pfizer que é a recomendada pelo Ministério da Saúde para atender à imunização da faixa etária.

(Com informações da Prefeitura de Três Lagoas)

Veja Também