• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto

Geral

Supermercados da Capital têm pontos de coleta para óleo usado

Quem recolhe o material é a Katu Oil, uma empresa especializada em coleta de óleo de cozinha usado

Segunda-feira, 16 Maio de 2022 - 19:51 | Redação


Supermercados da Capital têm pontos de coleta para óleo usado
(Foto: Divulgação)

O Grupo Pereira, que controla as operações dos Supermercados Comper e da rede Fort Atacadista, em parceria com a Katu Oil e a empresa de saneamento Águas Guariroba, vem instalando pontos de coleta do óleo de cozinha usado em todas as suas unidades.

No Comper, o totem em formato de garrafa pet amarela já é “figurinha carimbada”, arrecadando desde 2014 mais de 9 mil litros de óleo, que antes seriam jogados na pia, poluindo o meio ambiente. Para a gerente de relacionamento do Comper, Fernanda Barduil, “a finalidade da parceria é preservar a natureza, não deixar o óleo entupir o encanamento das casas ao ser descartado na pia e promover a conscientização de o quanto isso é nocivo”. A coleta é feita em todas as unidades.

A novidade é que agora todas unidades do Fort em Mato Grosso do Sul contam com o coletor, para facilitar o acesso da população ao descarte apropriado. “O nosso objetivo é fomentar a reciclagem desse material. Acreditamos que ser um ponto de coleta e estabelecer essas parcerias podem facilitar para nossos clientes e a comunidade ao redor das filiais”, afirma Anna Corbelino, coordenadora de ESG no Grupo Pereira.

Quem recolhe o material é a Katu Oil, uma empresa especializada em coleta de óleo de cozinha usado. “A parceria com o grupo Pereira e com a Águas Guariroba consiste na disponibilização de recipientes apropriados, identificados com a logo da campanha de OLHO NO ÓLEO, nas 19 lojas Comper e Fort Atacadista, para que a população deposite as garrafas pet contendo o óleo de cozinha usado. Nossa equipe então realiza a retirada do resíduo periodicamente e destina este resíduo para ser aproveitado em indústrias de Biodiesel e ração animal”, explica o gerente da Katu Oil, Tiago Shigemoto.

Além da contaminação da água, o óleo despejado na natureza ainda tem mais uma consequência nefasta: causa a morte de diversos animais. “Ao cair na água, o óleo cria uma espécie de película que impede que luz do sol entre, e isso altera toda a cadeia alimentar dos seres vivos aquáticos”, revela Fernando Garayo, gerente de meio ambiente e qualidade da Águas Guariroba.

Você pode encontrar os pontos de arrecadação de óleo em todas as unidades Comper e Fort Atacadista. Para fazer o descarte correto, basta esperar esfriar, peneirar o óleo para retirar partículas sólidas e armazenar em garrafas pet, fechando bem o recipiente para evitar vazamentos. Em seguida, é só levar à unidade mais próxima da sua casa.

Descarte - Mais de 1 bilhão de litros de óleo são descartados incorretamente todos os anos aqui no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Óleos Vegetais (Abiove) e o IBGE. Apenas um litro de óleo é suficiente para contaminar 1 milhão de litros de água, segundo a Águas Guariroba.

De todo o volume consumido no país, menos de 10% encontram o destino correto e os outros 90% acabam poluindo rios e lençóis freáticos. O baixo número se deve em parte à falta de informação da população sobre os prejuízos ao meio ambiente que o óleo pode causar.