• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record

PSDB desmente boato sobre expulsão de Rose do partido

Durante coletiva realizada na manhã desta quinta-feira (16), o presidente do PSDB de Mato Grosso do Sul, Sérgio de Paula, desmentiu os boatos sobre a expulsão da deputada federal tucana, Rose Modesto, do partido, e reafirmou que esta possibilidade nunca existiu dentro do ninho.

“Eu estou aqui para reafirmar a vocês que nunca houve a possibilidade de expulsão da nossa deputada federal Rose Modesto do PSDB. Este assunto nunca foi sequer cogitado dentro da nossa executiva, na qual a Rose também faz parte. Nossa deputada tem um respeito muito grande pelo nosso partido e nosso governador e o PSDB e o Reinaldo também a respeitam muito. Ela foi vereadora, vice-governadora do Estado, foi a deputada federal mais votada e é uma das grandes lideranças do nosso partido em Brasília”.

Ao ser questionado sobre a declaração de Rose em querer se candidatar para concorrer à prefeitura de Campo Grande, Sérgio declarou que ela, assim como outros nomes dentro do partido, tem interesse na disputa, e que este processo, além de positivo, faz parte da política democrática do país.

“Além da Rose, temos o deputado federal Beto Pereira, o secretário de governo Eduardo Riedel e outras lideranças que tem a vontade de disputar para a prefeitura de Campo Grande, e isso é bom. Isso só mostra que o PSDB está fortalecido e é assim que queremos continuar. A Rose já disputou a prefeitura da Capital e é normal esse desejo, mas tenho certeza absoluta que ela vai respeitar a decisão tomada pelo nosso partido”.

Sobre o apoio ou não dos tucanos ao atual prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, o presidente estadual do PSDB reforça que esta decisão só será oficializada em março.

“A disputa é na Capital, por isso o PSDB de Campo Grande irá realizar as tratativas e passará a decisão para o PSDB estadual. O assunto será tratado com a executiva do nosso partido, que realizará a votação. Esse procedimento acontece nos 79 municípios do Estado. Claro que nosso objetivo é continuar sendo o maior partido com representantes em Mato Grosso do Sul porém é preciso lembrar que temos aliados e por isso, esta decisão será conversada e definida no fim de março”, reafirma.

Veja Também