• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Educação

Políticos e moradores defendem instalação de Polo da UEMS nas Moreninhas

Proposta, se concretizada, poderá beneficiar mais de 70 mil moradores, segundo parlamentares

UEMS investe mais de R$ 13 milhões em bolsas e auxílios para estudantes (Foto: Arquivo Diário Digital)

Vereadores de Campo Grande, representantes de bairros e de setores educacionais apoiaram a instalação de um polo EAD da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) na região das Moreninhas, uma das mais populosas de Campo Grande. A proposta, se concretizada, poderá beneficiar mais de 70 mil moradores.

Uma reunião na Câmara Municipal contou com a presença do reitor da UEMS, Prof. Dr. Laércio Alves de Carvalho e tratou do assunto.

“A UEMS tem por obrigação atender vocês, a sociedade. Através dos impostos dos senhores e das senhoras, esse dinheiro retorna para a Universidade. Cada centavo de vocês retorna para que a gente possa prestar uma educação, uma pesquisa e uma extensão de qualidade. Nosso compromisso, junto a Bancada Federal, é ampliar nossa doação junto à sociedade”, enfatizou.

Segundo o reitor, técnicos da UEMS irão visitar o bairro e fazer uma pesquisa de demanda, saber as necessidades dos moradores e elencar cursos que possam ser criados. “Precisamos ter demanda, precisamos ter interessados. Já temos apoio da bancada federal para que possamos pagar algumas bolsas para professores, então isso já está garantido. Precisamos ter espaço, computadores e apoio técnico”, continuou.

Um dos articuladores dos recursos foi o deputado federal, Dagoberto Nogueira (PDT). “Este ano vamos destinar, por emenda da bancada federal, cerca de R$ 4 milhões para a nossa Universidade Estadual e por conta disso viabilizamos este momento de debate com as lideranças deste importante bairro de Campo Grande, para atender uma demanda antiga da população local, que hoje demora cerca de 3h para chegar à universidade se quiserem estudar presencialmente”, afirma o parlamentar.

Segundo o deputado Nogueira, a bancada federal tem atuado em todo o Mato Grosso do Sul para democratizar o acesso ao ensino – várias cidades do interior já contam com polo EAD. “Por que não democratizar a educação? No interior, atuamos junto com a classe política para viabilização desses cursos. É importante viabilizar alunos. Não adianta criarmos um polo nas Moreninhas se não tivermos alunos. Então, vamos depender muito dos vereadores, que conhecem as necessidades dos bairros. Vocês estão todos os dias lá. É muito importante a atuação de cada um”, afirmou.

O vereador Marcos Tabosa (PDT), que convocou a reunião, destacou que a união de esforços em prol do novo polo de ensino ajuda a dar acesso à educação. Também participaram da reunião os vereadores Zé da Farmácia, Tiago Vargas, Coringa, Dr. Victor Rocha, Edu Miranda e Camila Jara.

Veja Também