• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto

Geral

MS tem melhor dezembro desde 2011

Terça-feira, 05 Fevereiro de 2019 - 09:36 | Redação


A produção industrial sul-mato-grossense alcançou em dezembro de 2018 o melhor resultado para o mês desde 2011, de acordo com a Sondagem Industrial realizada pelo Radar Industrial da Fiems junto a 65 empresas no período de 7 a 17 de janeiro de 2019. Pelo levantamento, em dezembro, 62,5% das empresas industriais de Mato Grosso do Sul tiveram estabilidade ou crescimento da produção.

“O mês de dezembro é tradicionalmente marcado por uma redução no ritmo de atividade, ocasionada pelo fim das encomendas para o período de fim de ano. Contudo, essa desaceleração foi muito menor em 2018 com o índice de evolução da produção alcançando 47 pontos, resultado 6,9 pontos superior à média histórica para o mês de dezembro”, comentou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende.

Em janeiro, o Índice de Confiança do Empresário Industrial de Mato Grosso do Sul (ICEI/MS) alcançou 70 pontos, o maior valor desde fevereiro de 2011, quando registrou 70,6 pontos. O ICEI encontra-se 12,4 pontos acima do registrado em janeiro do ano passado e 14,5 pontos acima de sua média histórica. “O aumento da confiança decorre, principalmente, pela melhora na avaliação das condições atuais”, explicou o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems.

As condições financeiras apresentaram pequena melhora, mas ainda seguem Em Mato Grosso do Sul, no quarto trimestre de 2018, 35,4% dos empresários industriais consideraram ruim a margem de lucro operacional obtida no período. Na mesma comparação, o acesso ao crédito foi considerado difícil por 26,1% dos empresários, enquanto 23,1% responderam não ter buscado crédito no trimestre, enquanto a situação financeira geral da empresa foi avaliada como ruim por 27,7% dos participantes, sendo que 41,6% responderam que teve aumento dos preços das matérias-primas utilizadas.

longe do ideal, já que, de um modo geral, os empresários industriais de Mato Grosso do Sul se mostraram insatisfeitos com a margem de lucro operacional de suas empresas no quarto trimestre de 2018, com o indicador alcançando 41,9 pontos. Comportamento semelhante foi verificado em relação às condições de acesso ao crédito e situação financeira geral da empresa, com os indicadores alcançando 39,8 e 45,6 pontos, respectivamente.

 

 

SIGA-NOS NO Google News