• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Covid-19

Governo agenda debate sobre uso de máscaras para a próxima semana

Possibilidade de liberar o equipamento em ambientes abertos será assunto de reunião do Prosseguir

(Foto: Arquivo/Marco Miatelo)

O uso obrigatório das máscaras está em discussão, com base nos indicadores relacionados à pandemia. A informação foi repassada pelo presidente do Comitê Gestor do Prosseguir, o secretário de Infraestrutura Eduardo Riedel, durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, 15 de Outubro.

“O avanço da vacina, nosso principal indicador, é o caminho para isso. O uso das máscaras será discutido na próxima reunião do Prosseguir, é cedo para discutir a retirada da proteção, em ambientes fechados e de aglomeração, mas o assunto já é pauta em relação aos ambientes abertos”, reforçou Riedel.

O presidente do Prosseguir falou que três fatores têm levado a que pouco a pouco ao resultado positivo, menos doloroso, em Mato Grosso do Sul. “Entre eles a nossa gente, que compreendeu manter a economia ativa e salvar vidas, em segundo a vacinação e em terceiro o programa de retomada que ajuda na aceleração da recuperação da economia”.

Riedel ainda destacou os bons dados em relação à nova situação em relação à Covid-19. “Conseguimos atingir a marca de 61% da vacinação completa, as mortes pelo vírus caíram 62% e o número de internações reduziu 57% em outubro”.

Novas Bandeiras - No novo bandeiramento do Prosseguir 8 municípios foram classificados na bandeira vermelha, 30 na laranja, e 41 na amarela e nenhuma cidade na bandeira verde e nem bandeira cinza (grau extremo). As novas definições do programa levam em conta a análise de indicadores da semana epidemiológica 39, com recomendações até o dia 27 de outubro. “Houve uma diminuição significativa no número de município em bandeira vermelha”.

Comparando com a semana anterior, 36 municípios permanecem na bandeira, 32 progrediram e 11 regrediram.

Elencada como grau tolerável, a bandeira amarela, que propõe o funcionamento de atividades essenciais e não essenciais de baixo, médio e alto risco, estão Água Clara, Alcinópolis, Anaurilândia, Angélica, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Aral Moreira, Bataguassu, Batayporã, Bela Vista, Bodoquena, Caracol, Corguinho, Coronel Sapucaia, Douradina, Eldorado, Glória de Dourados, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Inocência, Itaporã, Itaquiraí, Japorã, Jaraguari, Jateí, Juti, Ladário, Laguna Carapã, Miranda, Mundo Novo, Nioaque, Novo Horizonte do Sul, Pedro Gomes, Porto Murtinho, Rio Brilhante, Selvíria, Sete Quedas, Sonora, Tacuru e Taquarussu.

No grau alto, categorizado pelo mapeamento vermelho e que recomenda apenas atividades essenciais e não essenciais de baixo risco, estão: Campo Grande, Chapadão do Sul, Coxim, Dois Irmãos do Buriti, Ivinhema, Jardim, Rochedo e Três Lagoas.

Veja Também