• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Meio Ambiente

Fazendeiro é multado por turbidez da água do Rio da Prata

Policiais ambientais descobriram processos erosivos que provocou carreamento de sedimentos ao rio

Erosões em fazenda seriam responsáveis por turbidez de águas no Rio da Prata (Foto: Divulgação/PMA)

Propriedades rurais estão sob fiscalização da Polícia Militar Ambiental (PMA) que investiga o problema de turbidez da água do rio da Prata, na região de Jardim.

Um mesmo fazendeiro foi multado duas vezes nesta semana em razão dos processos erosivos que teriam causado o carreamento de areia para dentro do rio.

Na quarta-feira, 14, a PMA tinha autuado em R$ 18.900,00, o proprietário de uma fazenda, localizada no município, a 36 km da cidade, por falta de conservação do solo, gerando erosões que contribuíam com a turbidez localizada da água do rio.

(Foto: Divulgação/PMA)

Ontem mesmo, no final da tarde, os Policiais receberam denúncias de que em outra área da fazenda vistoriada havia mais processos erosivos contribuindo com o problema.

Os policiais foram ao local denunciado e localizaram realmente em outra área da propriedade, processos erosivos do tipo ravinas e voçorocas, de onde também houve carreamento de sedimentos ao rio. 

Na vistoria, a PMA verificou que a falta de conservação do solo, pela não dotação de medidas protetivas como terraceamento e outras, geraram o problema ambiental, aliada ainda ao pisoteio do gado.

(Foto: Divulgação/PMA)

O proprietário da fazenda, pecuarista de 58 anos, residente em Dourados, foi autuado administrativamente e foi multado desta vez em R$ 20.000,00.

O autuado também foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA), junto ao órgão ambiental, dessa nova área também.

Os autos também serão encaminhados ao Ministério Público para possível abertura de ação civil pública de reparação dos danos ambientais.

A PMA continuará verificando outras propriedades com problemas de conservação do solo quem possam estar contribuindo com o problema da turbidez denunciada da água do rio da Prata, que tem ocorrido em sequência às chuvas, em virtude de sedimentos carreados.

Veja Também