• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Tóquio

Rufino garante vaga na final de paracanoagem

Sul-mato-grossense Fernando Rufino fez sua estreia no maior evento paradesportivo do mundo

(Foto: Fundesporte)

O Brasil começou com tudo as disputas da paracanoagem na Paralimpíada de Tóquio-2020, nesta quarta-feira (1º). Um dos favoritos, o sul-mato-grossense Fernando Rufino fez sua estreia no maior evento paradesportivo do mundo, terminou em primeiro lugar na eliminatória dos 200 metros VL2 (canoa para atletas com deficiência física) e garantiu vaga direta à final da prova.

Contemplado pelo Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado, administrado pela Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Rufino “voou” na água, bateu a melhor marca da carreira (55,258s), venceu a bateria classificatória e, ainda por cima, quebrou o recorde paralímpico da prova, que estreou no programa do Comitê Paralímpico Internacional. A final dos 200m VL2 masculino será nesta sexta-feira (3), a partir das 22h12 (horário de MS).

O sul-mato-grossense de 36 anos também disputou a eliminatória dos 200m KL2 (caiaque) e ficou na segunda colocação, com apenas 0.272s de diferença do primeiro colocado, Scott Martlew, da Nova Zelândia. Já que apenas o vencedor da bateria assegura vaga direta à final, Rufino terá de participar da semifinal nesta quinta-feira (2), às 20h58 (de MS). A final do KL2 também acontece hoje, a partir das 22h10 (de MS).

“O chicote estralou, meu ‘fio’, mas é desse jeito mesmo. É nível de Jogos Paralímpicos mesmo, eu já esperava isso. Vamos para a arriba! Duas provas boas graças a Deus. Estou confiante no caiaque também, na canoa. Eu conto com a torcida de todo mundo aí do meu Brasil que está assistindo, minha cidade de Itaquiraí, meu Mato Grosso do Sul, meu Brasil no geral”, comemorou o Cowboy de Aço, natural de Eldorado e criado em Itaquiraí.

A campo-grandense Debora Raiza Benevides também foi à água, nos 200 metros feminino VL2 (canoa), e encerrou a série classificatória na quarta posição, completando o percurso em 1min05s923. A paratleta de 25 anos disputará a semifinal da categoria nesta quinta-feira (2), a partir das 20h44 (horário de MS).

“Primeiramente, gostaria de agradecer a todos, acho que fiz uma boa prova. Agora, é pensar nas semifinais e buscar chegar na final. Eu acho que foi uma disputa muito gostosa e estou me sentindo muito bem”, falou Debora.