• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Política

Governador discute Rota Bioceânica e programas de sustentabilidade com cônsul da Alemanha

O cônsul destacou a preocupação da Alemanha com a agenda de projetos voltados ao meio ambiente

Reunião foi realizada na Governadoria. (Foto: Divulgação)

Em busca de novas parcerias e acordos comerciais, o governador Reinaldo Azambuja recebeu nesta quarta-feira (6) a visita do cônsul geral da Alemanha em São Paulo, Thomas Schimitt. Na reunião eles trataram da Rota Bioceânica e programas desenvolvidos no Estado para preservação do meio ambiente, com desenvolvimento sustentável.

O governador destacou que a gestão estadual desenvolve várias medidas com foco na sustentabilidade, entre eles o programa “Estado Carbono Neutro”, que visa até 2030 mitigar todas as emissões de gases causadores do efeito estufa, dentro do próprio território. “Temos esta preocupação com a preservação e as mudanças climáticas, por isso desenvolvemos esta política pública”, disse.

Ainda citou medidas importantes desenvolvidas, entre elas a recuperação das áreas degradadas e o programa que leva energia solar ao Pantanal. Também ressaltou a criação do grupo ‘Governadores pelo Clima’, que visa desenvolver uma série de projetos voltados para preservação e recuperação do meio ambiente. “Criamos até um consórcio nacional com esta finalidade, que é desenvolver parcerias e convênios com países, governos, ongs e entidades para desenvolver uma agenda de sustentabilidade”, falou o governador.

O cônsul elogiou as medidas implantadas no Estado e destacou a preocupação da Alemanha com a agenda de projetos voltados ao meio ambiente. “Se tratam de ações importantes e uma iniciativa muito boa feita por Mato Grosso do Sul. Falamos sobre a sustentabilidade que é algo que preocupa o consumidor alemão e europeu. É muito interessante este intercâmbio, para acharmos caminhos em comum”, afirmou

Ele contou que viaja amanhã (7) para Corumbá, para conhecer a região do Pantanal. “Assim reestabelecemos as conexões com o Estado, que não tivemos no ano passado em função da pandemia. Podemos reiniciar novas tratativas”, descreveu.

Rota Bioceânica

O governador também tratou sobre os projetos da Rota Bioceânica com o cônsul, entre eles o corredor rodoviário, que vai ligar o Estado aos países da América do Sul, assim como as linhas ferroviárias. “Segue em andamento o projeto da ponte sobre o Rio Paraguai em Porto Murtinho, assim como os projetos de ferrovias como a Nova Ferroeste e a malha Transamericana, que fará a conexão com a Bolívia e Peru”.

O cônsul destacou que a rota traz oportunidades de investimentos estrangeiros. “A Alemanha tem uma indústria bem forte de produção nesta área, são oportunidades de investimento, assim como de compra e venda de produtos, oportunidade de melhor a infraestrutura do lado brasileiro e dos países vizinhos”, descreveu.

O secretário Jaime Verruck, da Semagro, destacou que a reunião foi produtiva e tratou de pontos importantes. “Falamos da rota bioceânica, em que temos dois projetos importantes, o rodoviário, que existe interesse de empresas alemãs de atuarem na rota, assim como o ferroviário, em que a Alemanha detêm tecnologia mais moderna de construção (ferrovias) e tem interessante na venda de equipamentos”.

Verruck também citou a discussão sobre a questão ambiental. “Foi uma oportunidade de mostrarmos para ele nossos programas de sustentabilidade, como o Estado do Carbono Neutro, em que eles se manifestaram surpresos com o quanto que já avançamos no tema. A ideia é que ele nos ajude na divulgação da imagem do Estado na sociedade alemã,  mostrando que não há motivo para restrições a nossos produtos”.

(Governo do Estado de MS)

Veja Também