• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Violência Doméstica

Homem é preso por agredir ex-mulher e diz que prisão não dura para sempre

Autor invadiu a casa da vítima, a agrediu com vários socos e chutes; ele também cortou o cabelo dela com faca de serra

Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar dois crimes (Foto: Divulgação)

O Setor de Investigações Gerais (SIG) da Polícia Civil e um sargente da Polícia Militar prenderam em flagrante, em Ribas do Rio Pardo (MS), um homem de 40 anos, suspeito de praticar os crimes de lesão corporal dolosa, ameaça, injúria e violação de domicílio.

A vítima compareceu à delegacia e contou que conviveu com o suspeito por nova anos e, que estão separados há um mês. Porém, segundo a mulher, o suspeito não aceita o término da relação e vem a perseguindo, ameaçando e a agredindo fisicamente e verbalmente.

Na madrugada deste domingo (29) o suspeito invadiu a residência da vítima e, bastante transtornado, a agrediu com vários socos e chutes. Ele chegou arrastas ela pelos cabelos até a cozinha, pegou uma faca de serra, cortou o cabelo da ex-companheira e a ameaçou de morte. A vítima conseguiu escapar do agressor e ligar para polícia.

Equipe da Polícia Militar chegou ao local, mas o suspeito já tinha fugido. A vítima compareceu à delegacia e registrou o boletim de ocorrência por diversos crimes atribuídos ao ex-companheiro. Assim que tomou conhecimento dos fatos, o SIG iniciou as investigações para fins de prender o agressor em flagrante.

Na manhã de segunda-feira (30), o suspeito entrou em contato com a amiga da vítima e tornou a dizer que mataria a ex-convivente. Disse, ainda, que esperaria passar 24 horas e se apresentaria com advogado, pois assim “não daria nada para ele”. O homem alegou, também, que, caso fosse preso, “prisão não duraria para sempre”, e que, quando saísse, iria atrás de quem o denunciou.

Um delegado e um sargento da PM realizaram rondas pela cidade e conseguiram localizar e prender o suspeito, no bairro São João do município.

Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia para as providências cabíveis, onde está custodiado à disposição da Justiça, sendo representado por sua prisão preventiva.

Veja Também