• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Pandemia

Fim de semana de muita festa e aglomeração termina em prisões

Guarda Municipal e PM encerraram shows sertanejos, festinha em casa e baile funk na Capital

Guarda interrompe baile funk no Parque do Lageado (Divulgação)

Além do show de dupla sertaneja com milhares pessoas, festa no CLC (Clube do Laço Cumprido), “socialzinha” em casa no Bairro Universitário com 200 convidados, a Guarda Civil Metropolitana (GCM) também encerrou um baile funk, com pelo menos 400 pessoas, no Bairro Parque do Lageado, em Campo Grande, na noite deste domingo (24).  O desrespeito as medidas sanitárias terminou em prisões e multas para os organizadores.

O baile foi interrompido após denúncias de aglomeração. No local, equipes da Guarda verificaram inúmeras pessoas sem o uso de máscara ou qualquer distanciamento social, consumindo bebida alcoólica. Inclusive, adolescentes, segundo o registro policial.

Cerca de 400 pessoas foram revistadas e orientadas a irem para casa. Três organizadores do evento, de 22, 36 e 41 anos, foram presos e levados à delegacia por Infração de Medida Sanitária Preventiva. Um dos homens, de acordo com a GCM, estava embriagado e investiu contra a equipe. Ele precisou ser algemado.

Neste fim de semana, foram registrados pelo menos quatro casos de infração as medidas para conter a Covid 19, na Capital. No sábado (23), vídeos mostram uma multidão de pessoas durante um show da dupla sertaneja Ícaro e Gilmar, no espaço Terra Nova Eventos, na saída para Rochedo, na rodovia MS-080, em Campo Grande.  

Mesmo com o toque de recolher às 22h estabelecido pela Prefeitura e Governo do Estado, o show só foi encerrado por volta das 23h, com a chegada das viaturas do Batalhão de Polícia Militar de Choque.

Aglomeração em show sertanejo (Foto: Reprodução)

Os promotores não tinham autorização para realização do evento que precisa de licença específica da Vigilância Sanitária. A Prefeitura informou que eles serão autuados. A multa pelo descumprimento da legislação varia de 100 a 15 mil reais, podendo levar a interdição do local.

Na mesma região, ainda na noite de sábado, no CLC (clube do laço cumprido), uma festa menor, com 300 pessoas, teve que ser encerrada pela Guarda Municipal, também por volta das 23h. Duas pessoas foram presas e encaminhadas para a delegacia, um homem de 43 anos e uma mulher de 51, autuados por irregularidade sanitária.

Festa sertaneja com mais de 300 pessoas, no CLC, foi encerrada pela Guarda Municipal (Divulgação)

Os flagrantes continuaram. Na noite de domingo (24) houve outro caso, além do baile funk. O morador de 23 anos do Bairro Universitário, onde teve uma festa com, aproximadamente, 200 pessoas em uma casa foi preso depois da Polícia Militar receber inúmeras denúncias sobre som alto e aglomeração no imóvel na Rua Vitor Meireles. O jovem, confessou que a residência era do pai e que ele sempre aluga o local para a realização de festas.