• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Campo Grande

Denar desmonta centro de distribuição de drogas e prende 7 pessoas

Usuários pagavam as drogas colocando crédito no celular do detento que está preso na máxima

(Foto: Marco Miatelo)

A Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar) desmontou um centro de distribuição de drogas e prendeu 7 pessoas durante a tarde de segunda-feira, 20 de Setembro. O flagrante foi no bairro Jardim Montevideu, em Campo Grande (MS).

Durante as investigações, a equipe policial conseguiu chegar até o centro através de dois homens de 20 e 30 anos, que foram autuados após adquirirem a droga do local. Ambos relataram que conseguiram a droga na região e a forma de pagamento era colocar crédito no celular de um detento da Penitenciária Federal de Segurança Máxima da Capital. A polícia buscou e foi constatado que os dois estavam evadidos do sistema prisional e um era integrante de uma facção criminosa.

Na casa foram presos um homem de 25 anos de idade e uma mulher de 22, que trabalhavam para o detento. Além deles, tinha um bebê de 20 dias e outras seis crianças, no qual, foram encaminhadas para familiares. No local, os policiais apreenderam maconha, basta base de cocaína e entre outros.

Foram flagrados também, um casal que chegava em um veículo modelo Hyndai Veloster para o abastecimento do Centro. O motorista de 40 anos tentou enganar os policiais dizendo nomes falsos, mas foi descoberto. Ele tinha várias passagens pela polícia e estava evadido do sistema prisional por três homicídios com a condenação de 60 anos. Ele estava acompanhado de sua esposa, de 33 anos.

Durante a revista no veículo foram encontrados entorpecentes e, em seguida, na sua residência foram apreendidos 1 kg de pasta base que equivale a R$ 18 mil. Conforme as informações da polícia, uma mulher de 32 anos que também estava na casa tentou esconder as drogas, mas sem êxito. O veículo foi apreendido.

O delegado adjunto, Hoffman D'Ávila Cândido contou que no período de investigação já sabiam que um casal morava no local para a distribuição de drogas. "As buscas foram feitas através de gravações e áudios. Após o flagrante, todos confessaram o crime e já temos o nome do detento que comandava o grupo", concluiu.

Veja Também