• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Campo Grande

Marido que deixou esposa cega de um olho ainda está foragido

Vítima foi esfaqueada, pelo menos, seis vezes pelas costas, enquanto segurava bebê no colo

Marcas de sangue na casa onde as agressões começaram (Foto: Divulgação)

Há quase duas semanas, a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) segue a procura do pedreiro de 32 anos que tentou matar a esposa a facadas, no dia 27 de agosto, no Dom Antônio Barbosa, em Campo Grande. A Polícia Civil ainda não divulgou a identidade do homem, mas contra ele há um mandado de prisão preventiva por tentativa de feminicídio. A vítima ficou cega do olho direito por causa da lesão.

O pedido de prisão preventiva foi representado pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) e aceito pela justiça no dia seguinte ao crime. A mulher de 39 anos foi esfaqueada, pelo menos, seis vezes pelo marido durante uma crise de ciúmes.

A vítima foi levada para a Santa Casa de Campo Grande e precisou de sutura no lábio, couro cabeludo, braço esquerdo e no olho.

Tentativa de feminicídio - As agressões começaram com uma mordida forte na boca da vítima. Em seguida, o pedreiro pegou uma faca de serra e golpeou a mulher atingindo-a no olho direito. O golpe foi tão violento que danificou a faca.

O homem pegou outra faca maior. Ele dizia que iria acabar com a vida da mulher e partiu para cima dela golpeando-a novamente. A vítima conseguiu pegar a filha de um ano no colo e saiu correndo da residência.

Na rua, ela gritava por socorro enquanto buscava ajuda na vizinhança, quando foi atingida por outras seis facadas pelas costas. Uma delas atingiu a cabeça e dois golpes acertaram a menina no colo da mãe.

A mulher foi socorrida por um vizinho que abriu a porta para ela entrar com a filha. A polícia foi acionada, mas o agressor fugiu.