• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Presídios

Operação prende envolvidos em lavagem de dinheiro e crime organizado em MS

Sete mandados de prisão são cumpridos em cinco municípios do Estado

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A quarta fase da Operação “Importunus”, que objetiva desarticular um esquema de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro realizado por integrantes de uma organização criminosa, que atua dentro e fora dos presídios de Mato Grosso do Sul, foi desencadeada nesta quinta-feira (25). Nessa nova etapa, sete mandados de prisão foram cumpridos em cinco municípios do Estado.

As cidades alvos da Operação são Bataguassu, Campo Grande, Santa Rita do Pardo, São Gabriel do Oeste, Três Lagoas. Outros 12 mandados de busca e apreensão também são realizados em Bataguassu, Santa Rita do Pardo e no Estabelecimento Penal de Três Lagoas. A ação tem autoria da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, por meio da Delegacia Regional de Polícia de Bataguassu e do Núcleo Regional de Inteligência de Bataguassu.

Dentre os mandados de prisão preventiva, dois estão sendo cumpridos na Gameleira, em Campo Grande, e um no Estabelecimento penal de Três Lagoas, esse com alvo no líder da célula da organização criminosa, que seria o responsável por promover, organizar e dirigir a atividade dos demais membros da organização criminosa de dentro do Presídio.

Também estão sendo cumpridas simultaneamente, ordens judiciais de bloqueio e sequestro de contas bancárias utilizadas pela organização criminosa para movimentar o dinheiro do tráfico. No decorrer da operação foram localizadas grande quantidade de maconha, cocaína e droga sintética K4. Cinco pessoas ligadas ao tráfico de entorpecentes foram presas em flagrante.

Drogas apreendidas na Operação - (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Após sete meses de investigações, 11 integrantes da organização criminosa que atuavam na promoção do tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro nos municípios de Bataguassu e Santa Rita do Pardo, foram presos, além de 15 pessoas que atuavam paralelamente ao grupo criminoso adquirindo drogas com a organização criminosa para venda nas cidades de Santa Rita do Pardo e Bataguassu.

Ao todo, durante as investigações, 26 pessoas foram presas dentre membros da organização criminosa e traficantes. Houve ainda a efetivação de bloqueios de contas bancárias utilizadas pela organização para a movimentação do dinheiro proveniente do comércio de drogas.

A operação desencadeada hoje está inserida dentro da “Operação Boas Festas” promovida pela Polícia Civil, com o objetivo de retirar criminosos de circulação e aumentar a segurança da população durante as festas de final de ano.

Veja Também