• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Pandemia

Proibição do consumo de bebidas em locais públicos vai de quarta a domingo

Proibição vale para bares, restaurantes, supermercados, conveniências, segundo decreto municipal

Venda de bebidas segue liberada, mas consumo em estabelecimentos não (Foto: Marco Miatelo)

A prefeitura de Campo Grande publicou nesta terça-feira, 11 de Agosto, decreto com novas medidas restritivas contra o avanço do coronavírus na Capital.  O ponto principal é a proibição do consumo de bebidas alcóolicas em locais públicos que valerá de quarta-feira, 12 de Agosto, até domingo, 16. Passado esse período, os efeitos da medida serão avaliados pelo Poder Público.

Pelo texto publicado em edição extra do Diário Oficial do Município, “no período compreendido entre 12 a 16 de agosto de 2020, fica proibido o consumo de bebidas alcoólicas nos locais de venda, bem como nos espaços públicos e de acesso ao público."

O consumo ficará vedado em todas as localidades públicas sem exceção, incluindo, bares, restaurantes, supermercados, conveniências. Vale explicar que a venda continua liberada por quaisquer estabelecimentos, mas o consumo no local não.

O decreto está sendo publicado após acordo mediado pela Justiça entre a prefeitura de Campo Grande e a Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul que acionou o poder judiciário pedindo o lockdown, fechamento total, como forma de enfrentar o avanço do coronavírus.

Na segunda-feira, o juiz Ariovando Nantes mediou a conciliação entre as partes que concordaram em adotar medidas mais restritivas e descartar o lockdown. Com a proibição do consumo de bebidas em local público, a prefeitura espera pôr fim às aglomerações.

Em nota, a prefeitura ponderou ainda a questão dos acidentes de trânsito que têm superlotado os hospitais de Campo Grande. “A medida foi tomada porque a combinação “álcool e direção” é uma das principais causas de acidentes em Campo Grande. As vítimas destes acidentes acabam ocupando leitos em hospital, prejudicando quem precisa de uma UTI para sobreviver à Covid-19”, diz a nota.

Outra medida anunciada pela prefeitura é a intensificação das medidas de fiscalização, também para que seja cumprido o toque de recolher, que continua vigorando, das 21h às 5h da manhã.