• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Pandemia

MS já tem variante mais agressiva do coronavírus

"MS corre o risco de sofrer com a mesma situação de Manaus" afirma secretário de saúde

Resende mostrou o Plano Nacional de Imunização durante reunião (Foto Luciano Muta)

O primeiro caso da  variante P1 do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul foi confirmado em um homem de 37 anos que está internado em Corumbá. A cepa é a mesma que provocou caos na saúde de Manaus, no Amazonas. A confirmação do teste positivo é do secretário estadual de saúde, Geraldo Resende. Segundo ele, essa variante é mais transmissível e também mais agressiva.

Ainda segundo Resende Mato Grosso do Sul corre o risco e enfrentar a mesma situação de Manaus. " Nosso Estado já está com 90% do leitos de UTI's ocupados, agora com a nova variante a preocupação aumenta, novos leitos foram providenciados para Três Lagoas e Ponta Porã", afirmou o secretário.

 Morador do Centro de Corumbá, o homem apresentou os primeiros sintomas da covid-19 no início de janeiro. A suspeita, de que ele pode ter tido contato com a mutação do coronavírus identificada em pacientes do Amazonas, veio quando revelou ter estado em Manaus pouco antes de sentir os sintomas.

O caso foi notificado para a Secretaria de Estado de Saúde no dia 9 de janeiro. O paciente fez o teste RT-PCR e resultado foi positivo, a amostra foi encaminhada para o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, onde foi feito o sequenciamento genético dos vírus encontrados no material.

Portador da comorbidades, o paciente chegou a precisa de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e ainda está em atendimento para se recuperar das sequelas deixadas pela doença.

De acordo com o secretário, há vários outros casos suspeitos da variante em Mato Grosso do Sul e que a cepa já circula na região de Corumbá e Dourados.

A confirmação dessa variante acontece no mesmo dia em que Mato Grosso do Sul recebe o 6º lote de vacinas contra a Covid-19. Nesta quarta-feira (03) o Estado recebeu 27.800 doses do Instituto Butantan.

Histórico das remessas
Mato Grosso do Sul já recebeu 222.746 (vacinas), em quatro carregamentos enviados pelo Ministério da Saúde. A primeira remessa chegou no dia 18 de janeiro, com um lote de 158,7 mil doses da vacina Coronavac.

O segundo lote desembarcou no Estado em 24 de janeiro, com 22 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. Já o terceiro lote foi chegar ao Estado em 25 de janeiro, em um reforço de mais 10,2 mil doses da Coronavac.

A quarta remessa com 32 mil doses de vacina contra a Covid-19 chegou no dia 7 de fevereiro. A quinta remessa de 35.700 doses, sendo 22.500 doses da AstraZeneca/Oxford e 13.200 doses da Coronavac chegou no dia 24 de fevereiro.

Veja Também