• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Covid-19

Estado confirma mais 750 infectados e 14 mortes em um dia

Número de pessoas que perderam a vida para a doença chega a 2.885 e hoje são 509 internadas

Casos de Covid-19 continuam avançando em MS (Foto: Luciano Muta)

O boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde divulgado nesta sexta-feira (29) aponta que em 24 horas 14 sul-mato-grossenses morreram por coronavírus. O levantamento detalha ainda que 750 novos exames deram positivos para a doença, demonstrando que a pandemia continua avançando no Estado.

Com isso, do começo da pandemia até agora, 159.881 foram diagnosticadas positivamente para a doença e deste total 2.885 não resistiram e vieram a óbito. Apenas neste primeiro mês do ano, foram registradas 506 mortes por coronavírus.

Dos casos confirmados, 147.615 estão recuperados da doença. Entretanto, em tratamento, 8.872 estão em isolamento domiciliar e 509 hospitalizadas, sendo que deste total 264 estão em leitos clínicos (176 na rede pública e 88 na rede privada) e 245 em leitos de UTI (sendo 185 pelo SUS e 60 na rede privada).

Nas redes hospitalares de Mato Grosso do Sul, hoje, a situação mais alarmante é em Dourados, onde do total de leitos UTI/SUS 84% está ocupada, em Campo Grande, a taxa é de 79%, em Três Lagoas, de 62% e em Corumbá, de 58%.

Vacinação dos idosos a partir de 80 anos

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, ressaltou que o modelo de aplicação das vacinas na Capital e no interior será escalonado de acordo com a realidade de cada município. Falou ainda sobre a vacinação das comunidades indígenas. “Reconheço o esforço das equipes do DSEI (Distrito Sanitário Especial Indígena) que, mesmo sob chuvas, empurrando vans, em vias intrafegáveis, estão cumprindo suas tarefas. Essas imagens ficarão para a história do combate ao coronavírus do Estado”.

Durante a live para divulgar o boletim epidemiológico, Geraldo Resende explicou que enviou o pedido de cancelamento do ponto facultativo do Carnaval, mas que o mesmo está em análise do programa Prosseguir.

Veja Também