• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Dia Histórico

Emoção marca início de vacinação em MS

MS é o sexto Estado a começar a vacinação e primeiro a vacinar indígena

Emocionado, Médico Marcio Midom chora ao receber a dose contra a Covid-19 (Foto: Marco Miatelo)

No saguão do Hospital Regional o clima era de muita expectativa e ansiedade neste dia histórico para a saúde pública. O hospital de referência no tratamento da Covid-19 em Mato Grosso do Sul foi escolhido para ser o local onde os três primeiros sul-mato-grosseses pudessem receber as doses da vacina que chegou hoje ao Estado. Um médico, uma idosa e uma indígena representam os grupos prioritários que são alvos nessa fase inicial da imunização.  

A cada dose que eles receberam era seguida de salva de palmas e lágrimas. Primeiro foi dona Domingas, depois dona Maria e na sequência o médico Marcio. Assim como em todo o mundo, Mato Grosso do Sul sofre por enterrar os seus. O Estado tem até essa segunda-feira, 18 de janeiro, o triste patamar de 2.686 pessoas que perderam a luta contra a Covid-19. Infectados chegam a quase 151 mil pessoas.

Maria Bezerra, 83 anos, que mora no asilo, em momento de imunização (Foto: Marco Miatelo)

Um dos imunizados é o médico nefrologista Marcio Estevão Midom, 43 anos. Profissional concursado há 11 anos no Hospital Regional, ele está na linha de frente no atendimento aos pacientes com Covid-19. Atendeu mais de 100 pessoas em estado grave que necessitaram de ventilação mecânica, viu a angústia dos infectados e seus familiares. "É uma vitória da Ciência, uma esperança", ressaltou.

Domingas da Silva, índia terena de 92 anos, recebe a dose (Foto: Marco Miatelo)

Também recebeu a vacina a pernambucana Maria Bezerra, de 83 anos, que vive no Asilo São João Bosco, em Campo Grande. Ela mesmo solicitou o acolhimento na instituição em junho de 2020, em plena pandemia, porque ficou viúva, não tem filhos e nem parentes em Campo Grande. Também recebeu a dose Domingas da Silva, 92 anos. Ela é indígena da etnia Terena e mora na Aldeia Tereré, município de Sidrolândia. Para a idosa, sentimento de gratidão. "Estou muito feliz de ter sido escolhida", afirma.

Governador Reinaldo Azambuja em ato que abriu a campanha de imunização contra a Covid-19 em MS (Foto: Marco Miatelo)

Participaram do ato simbólico que abre a vacinação em Mato Grosso do Sul, o governador Reinaldo Azambuja, o secretário Estadual de Saúde, Geraldo Resende, secretário Municipal de Saúde, José Mauro Filho e várias autoridades em saúde pública. Para o governador, a chegada da vacina é esperança para retomar a vida normal. Mato Grosso do Sul é o sexto Estado do País a começar a vacinação contra covid-19 e onde houve a primeira indígena imunizada.

Chegada das vacinas no Hospital Regional (Foto: Marco Miatelo)

O primeiro lote com o imunizante chegou nesta segunda-feira (18) com exatas 158.760 doses enviadas pelo Ministério da Saúde. Cerca de 30 mil devem ficam em Campo Grande. A distribuição para os 79 municípios que começaria amanhã a partir das 7 horas foi antecipada para esta segunda-feira (18) no período noturno. A ação segue o Plano Estadual de Distribuição da Vacina contra COVID-19 por meio de força-tarefa da Secretaria de Estado de Saúde e secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública.

As doses serão distribuídas em 26 viaturas que vão levar os estoques para o interior. O trabalho deve ser concluído até a tarde desta terça-feira. Na primeira etapa, o Ministério da Saúde divulgou que o público prioritário é formado por trabalhadores da saúde, idosos a partir dos 75 anos e pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência como asilos e instituições psiquiátricas, e indígenas aldeados.

Ato simbólico no hospital de referência em tratamento contra Covid-19 marca início das imunizações em MS (Foto: Marco Miatelo)

Todas as 158 mil doses recebidas por Mato Grosso do Sul nesta tarde foram produzidas na China e não no Brasil, pelo Butantan. De acordo com o plano de vacinação, na primeira etapa de imunização, a previsão é de que sejam vacinadas 211.633 pessoas no Estado. O objetivo, nas quatro fases é alcançar cerca de 890.653 pessoas.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, mais doses são aguardadas para o Estado e a previsão é o fim dessa semana. A chegada das vacinas teve reforço na segurança do Base Aérea e escolta com todas as forças de segurança estaduais e federais envolvidas.