• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Coronavírus

Setembro começa com 27 mortes e mais internados com Covid-19

MS teve 833 casos positivos em 24 horas e número de internações fica próximo de 600

Dourados notificou mais de 1,5 mil casos de síndrome respiratória grave (Foto: Arquivo Agência Brasil)

Mato Grosso do Sul teve mais 833 testes positivos para Covid-19. O número de óbitos também assusta: são mais 27 pessoas que perderam a luta contra a doença. No total o quantitativo de mortes chega a 889 desde o início da pandemia. O quantitativo geral de casos registrados é 49.820 sendo que 41.551 os pacientes estão recuperados e sem sintomas.

Dos 833 novos testes com resultado positivo, 363 referem-se a pessoas que moram em Campo Grande.  Em seguida, Sidrolândia contabilizou 93 casos a mais. Campo Grande tem o registro de mais de 21 mil pessoas infectadas e 369 mortes. Somente no mês de agosto, a Capital teve 224 óbitos.

O boletim epidemiológico da Covid-19 divulgado nesta terça-feira pela Secretaria Estadual de Saúde, detalha que 562 pessoas estão internadas, sendo 264 em leitos de UTI e 6.818 cumprem isolamento domiciliar.

Das 27 mortes que marcam o primeiro dia de Setembro, 14 foram registradas em Campo Grande.  Na Capital são seis idosas, entre 64 e 92 anos, e oito homens, entre 41 e 81 anos. Todas as vítimas tinham algum tipo de doença prévia ou comorbidade.

Bodoquena confirmou primeira morte pela doença. Trata-se de uma idosa, de 65 anos, que tinha diabetes e hipertensão. Corumbá registrou mortes de um homem, de 35 anos, e de duas idosas, de 82 e 91 anos. A cidade vizinha Ladário confirmou óbito de um idoso, de 65 anos.

Em Anastácio, mulher, de 55 anos, não resistiu ao agravamento da doença. A cidade é hoje considerada um dos epicentros da covid-19, ao lado de Campo Grande e Corumbá. Tem a segunda maior incidência de coronavírus e caminha para tirar o título de recordista de Guia Lopes da Laguna.

Também confirmaram mortes em Vicentina, de uma mulher, de 52 anos, em Nova Andradina, de uma mulher, de 56 anos, em Naviraí, de mulher e idosa, de 48 e 92 anos respectivamente, em Dourados, de um idoso, de 63 anos, em Ponta Porã, de um idoso, de 83 anos e em Porto Murtinho, uma idosa, de 60 anos.

Veja Também