• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Campo Grande

Presidente de asilo é investigada por maus-tratos a idosos na Capital

Câmeras de segurança flagraram a mulher agredindo fisicamente os acolhidos

Câmeras de segurança flagraram a mulher agredindo fisicamente os acolhidos (Foto: Reprodução)

A presidente de um asilo, localizado no Bairro Taveirópoles, em Campo Grande (MS), está sendo investigada por maus-tratos aos idosos. Conforme ação movida pelo Ministério Público Estadual (MPE) câmeras de segurança flagraram a mulher agredindo fisicamente e verbalmente os acolhidos. O local recebe repasses financeiros da prefeitura

A instituição em questão é a "Casa do Aconchego". A presidente Suely Gomes dos Santos, flagrada pelas câmeras, já está impedida de contato com os idosos por decisão judicial.

A denúncia foi feita no mês de Junho desse ano e, desde então o fato está sendo apurado. Na avaliação da promotora de Justiça Cristiane Barreto Nogueira Rizkallah, as informações apresentadas indicam que Suely possui falta de aptidão e paciência.

Cristiane ressaltou no processo que "conforme disposto no artigo 4° da referida lei "nenhum idoso será objeto de qualquer tipo de negligência, discriminação, violência, crueldade ou apressão e todo atentado aos seus direitos, por ação ou omissão, será punido na forma de lei. Sendo certo que os direitos da pessoa idosa merecem proteção integral".

Por conta das investigações, a juíza da Vara da Infância, Adolescência e do Idoso, Katy Braun, determinou medidas protetivas para os 19 idosos residentes na Instituição.

Em outra ação, foi decidida a busca a apreensão das câmeras de segurança para analisar a prática de desrespeito e abusos verbais/físicos contra os idosos.

De acordo com os documentos e declarações, o Ministério Público pediu o afastamento de Suely. "Ficou configurado a hipótese para o afastamento prévio da presidente e a proibição de qualquer tipo de contato com os acolhidos".

Outro lado - O advogado de defesa da presidente, Alex Santos falou ao Diário Digital. Ele relatou que "todos os argumentos e provas em defesa das denúncias levadas ao conhecimento do Ministério Público e serão carreadas nos autos com o objetivo de alcançar a improcedência da ação proposta".

Casa do Aconchego – É uma instituição de longa permanência que acolhe pessoas da terceira idade em Campo Grande (MS).

(Foto: Reprodução)
Veja Também