• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record

Em MS, agências de 22 municípios aderiram à greve

Funcionários dos Correios alegam retirada de direitos

Funcionários dos Correios de Mato Grosso do Sul aderiram à greve nacional dos 79 municípios 22 já paralisaram o serviço.  Os trabalhadores alegam a retirada de direitos que haviam sido garantidos a categoria afirma que continuara em greve até que tenham um acordo coletivo de trabalho.

 De acordo com a presidente do Sintect-MS (Sindicato de Trabalhadores nos Correios, Telégrafos e similares de Mato Grosso do Sul, Elaine Regina de Souza Oliveira a greve é em todo o Estado e até o momento agências de 22 municípios já aderiram à paralisação e desses 80% dos trabalhadores aderiram à greve em todo o Mato Grosso do Sul.

Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (Fentect), afirmou em nota que foi surpreendida com a revogação do novo acordo.

Segundo a entidade, 70 cláusulas com direitos foram retiradas, como 30% do adicional de risco, vale-alimentação, licença-maternidade de 180 dias, auxílio-creche, indenização por morte e auxílio para filhos com necessidades especiais, além de pagamentos como adicional noturno e horas extras.

Em nota o Correios informou que a  paralisação parcial dos empregados foi iniciada nesta segunda-feira (17) pelas representações sindicais da categoria, não afeta os serviços de atendimento da estatal.

Levantamento parcial, realizado na manhã desta terça-feira (18), mostra que 83% do efetivo total dos Correios no Brasil está trabalhando regularmente.

A empresa já colocou em prática seu Plano de Continuidade de Negócios para minimizar os impactos à população. Medidas como o deslocamento de empregados administrativos para auxiliar na operação, remanejamento de veículos e a realização de mutirões estão sendo adotadas.

Funcionamento – A rede de atendimento dos Correios está aberta em todo o país e os serviços, inclusive SEDEX e PAC, continuam sendo postados e entregues em todos os municípios.

Veja Também