Menu
18 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Papai Noel dos Correios

Mais de mil cartas ainda aguardam por um ato de solidariedade

Apesar da adesão estar menor que a do ano passado, alguns cidadãos estão fazendo a diferença na Capital

6 Dez2019Evelyn Thamaris16h21
A criançada solta a imaginação na hora de fazer os pedidos (Foto: Marco Miatelo)
  • Karol Brites é professora no Colégio Bionatus e desenvolve ação que adota cartas em campanha de Natal
  • A criançada solta a imaginação na hora de fazer os pedidos (Foto: Marco Miatelo)
  • As cartinhas são escritas com muito capricho (Foto: Marcos Miatelo)
  • Muito carinho na hora de escolher a cartinha (Foto: Marcos Miatelo)
  • Além das cartas que adotou, Camila levou para colegas de trabalho (Foto: Marco Miatelo)
  • Camila Gomes de Jesus adotou 14 cartas (Foto: Marcos Miatelo)
  • Entre os mais variados pedidos, tem até coelhinho de estimação (Foto: Marcos Miatelo)
  • Cartinhas que emocionam (Foto: Marcos Miatelo)
  • A imaginação não tem limite, quando o assunto é presente (Foto: Marcos Miatelo)
  • E não é só presente, pedidos de mais amor também são feitos (Foto: Marcos Miatelo)
  • Com sorriso no rosto coordenadora da campanha trabalha com dedicação (Foto: Marcos Miatelo)
  • Karol, conta que participar do projeto é um presente também para ela (Foto: Marcos Miatelo)
  • Em meio a tantas cartas fica até difícil a escolha (Foto: Marcos Miatelo)
  • Na hora da escolha Karol chega a se emocionar com alguns pedidos (Marcos Miatelo)

Funcionária do Colégio Bionatus, em Campo Grande, Karol Brites é professora de português e madrinha da campanha Papai Noel dos Correios, que já é realizada tradicionalmente há 30 anos. Neste ano, ela adotou 170 cartas, cujos presentes serão comprados com dinheiro levantado em ação solidária da escola. Apesar do esforço dos padrinhos, 1140 cartas ainda aguardam adoção.

Karol conta que o projeto no colégio onde trabalha surgiu por meio de uma atividade escolar, onde em sala os alunos deveriam interpretar uma das cartinhas escritas para a campanha. O exercício gerou tanta comoção que acabou por virar uma feira solidária. Sendo realizada pela terceira vez em 2019, os alunos vendem doces e salgadinhos, e a renda é totalmente revertida para a adoção das cartinhas. E não para por aí, Karol, fez campanha pessoal em suas redes sociais despertando a atenção dos amigos e familiares que têm participado ativamente em prol da campanha.

Nesta ação, 40% das cartas são apadrinhadas por empresas, realizando a alegria das crianças que sonham com o presente do bom velhinho. Ao longo dessas três décadas, a campanha conseguiu atender ao pedido de mais de seis milhões de cartinhas, muitas com histórias emocionantes de solidariedade.

 Camila Gomes de Jesus adotou 14 cartas, e hoje, quando esteve na agência dos Correios para realizar a entrega dos presentes levou mais cinco para a empresa onde trabalha. Ela teve a iniciativa de apresentar o projeto para os colegas que se sensibilizaram com a causa. “Hoje faço três meses no meu trabalho e se for efetivada, ano que vem, pretendo adotar o dobro de cartinhas essa é minha promessa de solidariedade”, revela.

 A adoção pelos padrinhos é feita da mesma maneira em todo o Brasil: as cartinhas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas. Em seguida, são disponibilizadas na Casa do Papai Noel ou em outras unidades da empresa. As cartinhas do Papai Noel dos Correios ficam disponíveis na agência central localizada na Avenida Calógeras, 2309, Agência do Shopping Campo Grande e no Correios estação Rodoviária, localizada na rua Vasconcelos Fernandes, 226. O prazo para a adoção de uma cartinha termina no sábado, 7 de Dezembro.

Existe a possibilidade de uma prorrogação na campanha devido à quantidade de cartas que ainda não foram adotadas. Até o fechamento dessa reportagem foram retiradas 6.828 cartas na capital e no Estado 9.877, a meta total seria de 15mil cartas, a baixa procura deixa a equipe apreensiva que torcem para que o máximo de crianças sejam beneficiadas.

Veja Também

Oficinas gratuitas de esporte e laze retornam aos parques e praças
Gêmeas permanecem internadas sem previsão de cirurgia
Carreta da Justiça começa atendimento de 2020 em Alcinópolis e Figueirão
Prefeitura de Corumba divulga regras para barracas e ambulantes
Provas para selecionar professor temporário serão aplicadas amanhã
Menina de 4 anos é picada por escorpião
De funcionários a patrões
Corumbá terá retorno do
Centro Poliesportivo da Vila Almeida atende duas mil pessoas por mês
Aposentado é autuado em R$ 6 mil por desmatamento em área protegida