• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
4ª Edição Cultural

Festa Literária do Sesc tem múltiplas manifestações

Evento tem práticas literárias, com apresentações, oficinas, palestras, debates e outras ações

Após uma pausa por conta da pandemia, o Sesc Cultura realiza a 4ª edição do Flisesc- Festa Literária do Sesc. A grande novidade para este ano, é a parceria entre o Sesc Mato Grosso do Sul, Sesc Mato Grosso e também com a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. O evento reúne escritores dos dois estados.

A Festa que teve início nesta quarta-feira, 17 de Novembro, conta com programação até o dia 19. FliSesc tem como objetivo incentivar, fomentar e potencializar as práticas literárias, com apresentações, oficinas, palestras e debates.

O tema deste ano é 'A escrita como memória do futuro / O futuro como memória da escrita'. Nesta edição conjunta, a FliSesc vai oportunizar o encontro de programações entre os dois estados, fortalecendo e fomentando a cultura literária da região através do intercâmbio de artistas.

"O tema desta edição foi pensado, neste momento que vivemos de pandemia, onde vivemos situações difíceis, perdemos familiares, amigos,inclusive pessoas da cultura da arte. O tema é uma forma de pensar na memória como infância, trabalharmos a memoria", frisou Fábio Queiroz - Analista de Biblioteca do Sesc Cultura.

Fábio Queiroz comentou sobre o tema escolhido para esta edição. (Foto: Marco Miatelo)

Para amanhã, segundo dia da Flisesc será lançado a revista Leia, feita em forma de mangá dividida ao meio, com autores de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Um desse autor e escritor é Felipe Holloway, foi o vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2019, com o romance “O legado de nossa miséria”. Nascido na cidade de Canindé, no Ceará, mas desde os dois anos de idade vive em Cuiabá, Mato Grosso.

É formado em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e Mestre em Estudos de Linguagem pela mesma instituição.

"O momento histórico que estamos vivendo, em que a ficção desempenhou um papel importantíssimo de nos tirar de um confinamento mental, dentro do confinamento físico. A ficção literária passou por um processo parecido ao da pandemia. Esse período que ficamos confinados em casa, para muitas pessoas representou a possibilidade de voltar a se encantar com ficção escrita. Novos autores vieram a toma nessa pandemia, ter um contingente de autores representando públicos que não eram representados, como os negros e comunidades LGBTQIA+. O Sesc abordando esse tema e promovendo todos esses projetos de inclusão, divulgação de novos autores é um dos principais incentivadores nessa mudanças que estamos vivendo", ressaltou Holloway.

Confira a programação em Campo Grande:

1° DIA 17/11 FLISESC 2021
14h às 18h – Oficina de crônicas — o literário cotidiano
Ministrante: Felipe Holloway (MT)
Vagas: 20
Faixa etária: 16
Formato Presencial
Local: Sala de música Sesc Cultura
Av. Afonso Pena 2270 – centro.

18h30 – ABERTURA OFICIAL DA FLISESC 2021

18H40 – MESA LITERÁRIA CRÔNICAS PARA JUVENTUDE
Convidados: Felipe Holloway (MT) e Henrique Komatsu (MS)
Mediação José Gilberto Rozisca (MS)
Formato Presencial
Local: Átrio – Sesc Cultura

20H – POCKET SHOW COM IARA RENNÓ
Formato Presencial
Local: Sesc Cultura

2º DIA

18/11 – FLISESC 2021 – quinta-feira.
14h às 18h – Oficina:  Fábrica de Poemas: escrevendo com os olhos bocas e mãos
Ministrante: Caio Ribeiro (MT)
Vagas: 10
Faixa etária:  14 anos
Formato Presencial
Local: Sala de música Sesc Cultura
Av. Afonso Pena 2270 – centro.

Uma oficina que explora o fazer poético a partir de processos não convencionais (recorte de revistas, colagens, poema blecaute, jogo de palavras e técnicas do próprio autor). Essa oficina foi criada e pensada para desmistificar o “mito do poeta-inacessível”, que é a crença de que a poesia é uma arte produzida apenas por aquelas pessoas que possuem uma sensibilidade divina. Isso não é verdade.

Os poemas são produzidos também no chão das fábricas. É tornar o poema tátil, fazer com que ele caiba em qualquer mão e possa ser produzido por qualquer pessoa.

18H – OFICINA:  A REINVENÇÃO DO FANTÁSTICO A PARTIR DA CONFLUÊNCIA ENTRE A LITERATURA CLÁSSICA E AS POÉTICAS AUDIOVISUAIS CONTEMPORÂNEAS
Ministrante: Carolina Sartomen (MS)
Número de vagas: 25
Faixa etária:  12 anos
Formato Presencial
Local: Biblioteca Pública Estadual Dr. Isaias Paím
Av. Fernando Correa da Costa 559 – térreo – centro

A oficina tem por objetivo promover um atelier de contos de fadas. Para tanto, será realizada a leitura de contos de Charles Perrault, uma análise de adaptações destes textos para a linguagem cinematográfica, além de um breve estudo teórico sobre a Morfologia do Conto Maravilhoso, de Wladimir Propp.

18h30 – ESPETÁCULO NARRATIVO O HOMEM DO BAÚ: ESPETÁCULO CONTOS AUTORAIS E DA TRADIÇÃO ORAL.
Local: Átrio Sesc Cultura
Av. Afonso Pena 2270 – centro.

19H30 LANÇAMENTO DA LE!A REVISTA LITERÁRIA DO SESC MATO GROSSO E NA SEQUÊNCIA – MESA LITERÁRIA MÚLTIPLXS E CONTEMPORÂNEXS: UM PERCURSO PELA LITERATURA MATO-GROSSENSE DO SUL E DO NORTE.
Convidados: Caio Ribeiro (MT), Tânia Souza (MS) e Febraro de Oliveira (MS)
Mediação: Karina Vicelli
Local: Átrio  Sesc Cultura
Av. Afonso Pena 2270 – centro

3º DIA

19/11 – FLIISESC 2021 – sexta-feira

14H ÀS 18H – OFICINA:  COMO CONTAR HISTÓRIAS UTILIZANDO RECURSOS SONOROS
Ministrante: João do Couto /Cia Ciranda (MT)
Vagas: 30
Faixa etária:  14 anos
Formato Presencial
Direcionada a profissionais da educação, bibliotecários, contadores de história, público em geral.
Local: Sala de música Sesc Cultura
Av. Afonso Pena 2270 – Centro.

Breve fundamentação teórica sobre a arte de narrar histórias • Vivências práticas de maneira lúdica e didática, a serem realizadas de forma progressiva como: – Escolha preparação e da história – Memorização, criatividade, resumo e enriquecimento da história. – Expressão corporal e vocal • Troca de experiências com o contador e escritor.

18H30 – ESPETÁCULO TODA FORMA DE AMOR – BADAIÁ ARTE
Classificação: Livre, indicado a partir dos 06 anos.
Duração: 60 minutos.

Narração de histórias literárias contadas oralmente.
Badaía Arte é um grupo que crê na arte como ferramenta de interação e transformação social.

19H30 – MESA LITERÁRIA UM ATO DE VERBALIZAR PALAVRAS E AFETOS

Convidados:  Joâo do Couto/ Cia ciranda (MT), André Ramalho (MS)

Mediação Marcelle Saboya (MS).

(Foto: Marco Miatelo)

Serviço – O Sesc Cultura está localizado na Avenida Afonso Pena, 2270 – Centro, Campo Grande – MS. Informações pelo telefone (67) 3311-4300 ou pelo WhatsApp (67) 3311-4417. Acompanhe as ações do Sesc Cultura @sescculturams e Facebook/sescculturams.

Durante toda as programação da Festa Literária do Sesc MT/MS, o uso da máscara facial de proteção é obrigatório. Está disponibilizado na entrada da instituição álcool em gel.

Veja Também