• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Carnaval vs Pandemia

Fala povo: campo-grandenses comentam sobre a suspensão do carnaval na Capital

O prefeito Marquinhos anunciou nesta sexta-feira (26) a suspensão da folia em 2022

Fala Povo: Carnaval 2022, a favor ou contra?

Cancelada a maior folia popular, Campo Grande não terá carnaval para o próximo ano. Foi o que anunciou na tarde desta sexta-feira (26) o prefeito Marquinhos Trad (PSD). Decisão que agrada muitos, mas em contrapartida há quem discorde.

O carnaval não é realizado no Brasil desde o início da pandemia em 2020, logo após a festa carnavalesca daquele ano, quando os casos surgiram no mundo todo causando pânico na sociedade e lotando os leitos dos hospitais.

O prefeito destacou que essa medida de suspensão da tão tradicional festa carnavalesca, é em prevenção a uma nova onda da pandemia.

Neste sábado fomos ás ruas saber o que a população campo-grandense pensa sobre esse pronunciamento, onde o prefeito barra a folia na Capital.

Apesar de gostar muito de carnaval José de 26 anos, apoia a decisão do prefeito. "Tendo outros países como referência e essa nova variante que surgiu, o carnaval deveria ser cancelado não só aqui, mas no Brasil todo. Pois essa pandemia ainda não está totalmente controlada", ressaltou.

"Sou totalmente contra o carnaval aqui na cidade, reúne muitas pessoas, muita aglomeração, gente sem máscara, as pessoas não se cuidam. Os casos aumentam, daí depois sobra pro comércio", frisou Fernanda a vendedora.

O desemprego foi um dos agravantes causados pela pandemia do Coronavírus, Bruno destacou que antes da pandemia tinha dois empregos e foi dispensado dos dois. Ele é contra a decisão do adiamento do carnaval. "Recentemente consegui um trabalho de carteira assinada em uma lanchonete, as coisas estão voltando ao normal. Diante disso acho que o carnaval deveria ter sim, é nosso momento de distração", destacou.

Thiago trabalha como vendedor de acessórios para celular, no centro de Campo Grande, para ele a decisão não afeta diretamente no seu serviço, tendo em vista que devido ao feriado de carnaval o comércio fecha nesse período. "Particularmente não gosto de carnaval, por isso não sou contra nem a favor da decisão do prefeito, mas por questão de saúde é bom que não tenha", finalizou o vendedor.