• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Nota Premiada

Dinheiro não retirado de Nota Premiada vai para habitação

Mais de R$ 400 mil deixaram de ser resgatados por 632 ganhadores em MS

Nota MS Premiada será sorteada nesta quarta-feira (Foto: Divulgação)

 O programa Nota MS Premiada foi implantado para combater a sonegação de impostos e, em troca, distribui prêmios em dinheiro. Enquanto em 2019, apenas 8% das notas emitidas tinha o CPF, hoje esse percentual é de 21%.

De janeiro a novembro deste ano, aproximadamente 342 milhões de cupons fiscais foram emitidos em Mato Grosso do Sul sendo que 19% deles com CPF a pedido do consumidor. Um acréscimo na arrecadação de cerca de R$ 30 milhões.

Porém, para participar do programa e receber os prêmios é preciso que, além de colocar o CPF em notas fiscais, o contribuinte confira todos os meses os cupons sorteados. O site para a verificação é o www.notamspremiada.ms.gov.br. A pessoa que for sorteada precisa ainda fazer um cadastro para ter acesso ao prêmio.

Dos 3.430 cidadãos contemplados até hoje nos sorteios que distribuíram R$ 3 milhões apenas 1.140 buscaram o dinheiro (R$ 1,4 milhão). Outros 632 perderam R$ 404 ,7 mil porque não se atentaram o prazo de cadastro e retirada do prêmio, que é de 90 dias após o sorteio.

Um projeto de lei, encaminha pelo Governo do Estado, à Assembleia Legislativa, prevê que o dinheiro que for esquecido pelos sorteados não voltará para os cofres públicos, e sim será destinado para o Fundo de Habitação e Interesse Social (FEHIS) para financiar a construção de moradias populares para pessoas de baixa renda.