• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record

Após ser liberado por falta de vaga, acusado de matar taxista é levado à Unei

Adolescente de 16 anos acusado de participação no assassinato do taxista Ademar Beraldo Pereira, 60, registrado no dia 23 de novembro, em Caarapó, voltou a ser apreendido e encaminhado à Unei (Unidade Educacional de Internação) Masculina Laranja Doce, em Dourados. 

Ele havia sido colocado em liberdade por determinação da 2ª Vara de Caarapó, após falta de vaga na unidade reservada para menores infratores. 

O adolescente foi apreendido no último dia 27, em uma ação conjunta do Setor de Investigações Gerais (SIG), da Polícia Civil de Caarapó com a Polícia Nacional do Paraguai.

Na terça-feira (3/12), ele chegou a participar da reconstituição do crime.

O caso

Criminosos que se passaram por cliente contrataram o taxista Ademar Beraldo Pereira, na tarde de sábado (23/11) para realização de corrida. Horas depois e sem dar satisfação, a família começou a procura-lo. 

No domingo, pessoas próximas a ele e policiais saíram às ruas para tentar localizar o homem, encontrando o corpo abandonado próximo à pedreira de Caarapó, em um canavial. 

Ele estava com as mãos e os pés amarrados, possuía oito perfurações de faca e ainda parcialmente carbonizado. O carro, um Fiat Siena 2019 de cor branca e placas QAO-9619, foi levado pelos criminosos.

Na noite de domingo, Paulo Ricardo Cáceres de Lima, 19, morador em Juti, acabou preso em flagrante por suspeita de participação no assassinato. 

Veja Também