• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Campo Grande

Após expor crise, presidente da Santa Casa renuncia

Com ele, o diretor financeiro adjunto apresentou também a carta de demissão ao hospital

Presidente da Santa Casa, Heber Xavier renúncia o cargo (Foto: Marco Miatelo/Arquivo)

Nove dias após entrevista coletiva na qual foi relatada a crise na Santa Casa de Campo Grande, o presidente da unidade hospitalar Heber Xavier e o diretor financeiro adjunto, José de Oliveira Souza apresentaram as cartas de renúncia na manhã desta sexta-feira, 25 de Setembro.

No dia 16 de Setembro, foi anunciado a situação de superlotação nos leitos e o queda do financeiro. Contudo, o presidente da Santa Casa declarou que antes da pandemia do novo coronavírus, a unidade hospitalar já tinha que lidar com os diversos problemas. Porém, com o vírus, os impasses foram ainda maiores.

"Temos a situação financeira e a questão da equipe toda sobrecarregada. Tivemos mais de 200 funcionários afastados e, atendemos não apenas a Capital e sim, o Estado. Diante disso, a quantidade de pacientes é enorme. Apesar disso, o debito da Santa Casa é de R$ 70 milhões como impostos e entre outros, já o operacional é de R$ 4 milhões. Portando, há um indício de um colapso, mas ainda sem prazo", discorreu Heber.

Além disso, foi relatado sobre a dívida de R$ 5 milhões que a Prefeitura Municipal de Campo Grande não tinha repassado até o momento ao hospital e o débito do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul no valor de R$ 2,6 milhões.

De acordo com a assessoria de imprensa da unidade hospitalar, Heber e José apresentaram como justificativa para saída de seus respectivo cargos, motivos estritamente particulares e de foro íntimo. Desta forma, o novo presidente da Santa Casa é, o Heitor Rodrigues Freire, no qual, ocupava o cargo de vice-presidente.