• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Mato Grosso do Sul

Ações contra a covid-19 impulsionam setor industrial

As unidades não fecharam e os trabalhos foram realizados com segurança

Ações contra a covid-19 impulsionam setor industrial (Foto:Divulgação/Portal do MS)

As medidas de biossegurança definidas pelo governo estadual desde o início da pandemia e a vacinação de mais de 50 mil trabalhadores das industrias ajudaram e impulsionaram o setor em Mato Grosso do Sul. As unidades não fecharam e os trabalhos foram realizados com segurança.

O governo do Estado teve a preocupação desde março do ano passado, quando começou a pandemia do coronavírus, em estabelecer protocolos e medidas de biossegurança para que as fábricas e industrias continuassem suas atividades, em um momento de dificuldade econômica em todos os setores.

Logo quando iniciou o processo de vacinação no Estado, os trabalhadores industrias entraram no grupo de prioridade na imunização, dando mais segurança no ambiente do trabalho e permitindo aos empresários investir e dar mais ânimo para produção, com os funcionários imunizados.

Todo este processo foi acompanhado pelo governo do Estado, através da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), SES (Secretaria Estadual de Saúde), além das medidas definidas pelo programa “Prosseguir”.

“Desde o primeiro momento, tínhamos entendimento de que era um papel nosso o desenvolvimento de protocolos para combate da proliferação da Covid-19 e foi com essa visão que trabalhamos”, ressaltou o titular da Semagro, Jaime Verruck.

Vacinação no setor

O setor industrial entrou no grupo de prioridades no Estado, sendo incluindo na agenda de imunização dos municípios. Para funcionários das industrias já foram aplicadas 63.288 doses, sendo 41.200 para primeira (dose), 9.987 na dose única e 12.101 já com a segunda dose. Mais de 50 mil trabalhadores já foram imunizados.

“Quase 100% dos funcionários de frigoríficos já foram vacinados, o que ajuda demais o setor, já que é mais segurança e saúde aos trabalhadores. O setor não parou desde o começo da pandemia e continuamos seguindo todas as medidas de biossegurança”, descreveu Sérgio Capucci, presidente da Assocarnes (Associação de Matadouros, Frigoríficos e Distribuidores de Carnes de MS).

O presidente da Sindvest-MS (Sindicato das Indústrias do Vestuário, Tecelagem e Fiação de Mato Grosso do Sul), José Francisco Veloso Ribeiro, destacou que a vacinação no setor é um ganho para toda economia. “Mais segurança aos funcionários e empresas, que foram conscientizados na importância da imunização, assim pode retomar a produtividade e geração de empregos”.

Veloso destaca que a articulação feita pelo governo estadual, prefeituras e setor industrial foi fundamental para atividade não parar e entrar no processo de vacinação. “Isto dá mais confiança inclusive para o empresário investir e ampliar as vagas de trabalho”.

Veja Também