• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Campo Grande

Abastecimento de água sofre impactos da estiagem

Concessionária já colocou em ação medidas como a utilização de novos poços de água

(Foto: Divulgação)

O serviço de abastecimento de água está sofrendo os impactos da estiagem em Campo Grande. A oscilação no fornecimento continua atingindo várias regiões nesta quinta-feira, 17 de Setembro. A concessionária Águas Guariroba informou que está adotando ações neste período crítico de calor e estiagem

A empresa está atendendo demandas de moradores conforme as solicitações. Na explicação da empresa, as temperaturas elevadas, somadas ao clima seco e baixa umidade tem contribuído constantemente para que o consumo de água aumente muito.

Conforme a empresa, além do clima, a ocorrência de fatores externos como queimadas, oscilações de energia e furtos de cabos nas estações também podem afetar as operações.

“Para minimizar o impacto deste cenário à população, a concessionária já colocou em ação medidas de contingenciamento que possibilitam a utilização de água de outras fontes e também a operação de novos poços profundos de água”, informou a empresa.

As medidas incluem de forma temporária novas fontes de captação de água e utilização de transporte por caminhão pipa até a Estação de Tratamento de Água (ETA) Guariroba, sendo deliberado por lei em situações de emergência, como é o caso de MS.

A Águas Guariroba ativou nos últimos meses dois novos poços para ampliar as ações de abastecimento em Campo Grande. Os novos poços, sendo um no bairro Pioneiros e outro no bairro Paulo Coelho Machado, foram projetados para ampliar os trabalhos de fornecimento de água na Capital.

Com uma vazão de produção de água de mais de 350 m³/ hora, o poço do Pioneiros beneficia mais de 20 bairros da Capital, atendendo 90 mil moradores da região, direta, e indiretamente. Já o Poço do Paulo Coelho, com uma vazão de aproximadamente 200 m³/ hora, beneficia 17,5 mil residências da região direta e indiretamente.

Historicamente o consumo aumenta em torno de 15% durante o período de estiagem, mas este ano já se registra um consumo na ordem de 22% acima da média, considerando o mesmo período do ano passado. Não há possibilidade de racionamento de água em Campo Grande.

A concessionária tem emitido comunicados reforçando também a importância do consumo consciente, principalmente durante a pandemia, utilizando as reservas de caixas d’água para atividades essenciais.

O sistema de abastecimento de Campo Grande é monitorado pela concessionária através do Centro de Controle de Operações (CCO) e mantém técnicos trabalhando 24 horas por dia para manter a regularidade do fornecimento de água para a população.

Serviço - A Águas Guariroba informou que está à disposição da população através de seus canais de atendimento: 0800 642 0115 (24 horas) ou pelo Whatsapp 9 9123 0008 (de segunda à sexta, das 07h às 22h).