• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Automobilismo

Ex-piloto de automobilismo e jornalista da TV MS, Fábia Siqueira, apostou na vitória de Lewis Hamilton

Mesmo vendo os desafios do piloto britânico da Mercedes Benz, Fábia exaltou

Com experiência em vitórias e título de campeonato de automobilismo (Foto Rede Social)

Com experiência em vitórias e título de campeonato de automobilismo, sendo a única mulher da competição, a ex-piloto e apresentadora da TV MS Record e Rádio Cidade, Fábia Siqueira, apostou na vitória de Lewis Hamilton neste domingo. Mesmo sabendo que o piloto britânico da Mercedes Benz estava em grande desvantagem do seu principal adversário, Max Verstappen, Fábia chegou a comentar em suas redes sociais que acreditava que Hamilton “poderia virar o jogo”. “A corrida é uma caixinha de surpresa, tudo pode acontecer. Imaginei que na largada Verstappen assumiria a liderança da corrida, o que dificultaria a aproximação de Hamilton. Verstappen é muito rápido e poderia abrir grande vantagem”.

Fábia é jornalista da TV MS Record (Foto Rede Social)

Mesmo vendo os desafios do piloto britânico da Mercedes Benz, Fábia exaltou os pontos fortes do piloto: “Hamilton é atleta muito experiente, sabe pilotar sob pressão e agir na hora certa. Ele deu o sangue na corrida, pilotou de forma intensa, dentro do seu limite em cada segundo. Aos poucos foi conquistando posições até assumir a liderança. Ele deu um show de pilotagem, resiliência, humildade, profissionalismo e trabalho em equipe”, conta Fábia

Fábia ainda disse que essa foi a corrida que mais relembrou as vitórias do seu ídolo, Senna: “Essa foi a corrida de Fórmula-1 mais emocionante que eu já assisti desde a morte do Senna. Hamilton é fã declarado de Ayrton Senna e dos brasileiros. Ele correu não só como um grande piloto, mas como um grande torcedor brasileiro e conseguiu emocionar a todos os fãs de Senna. Na semana que antecedia a corrida, vi uma postagem que Hamilton fez em seu Instagram, uma montagem, simulando Senna caminhando junto com ele na pista de Interlagos, eu cheguei a publicar nos meus stories e naquele momento não tive dúvidas e ele levaria essa corrida. As dificuldades vieram para deixar a vitória mais emocionante”, diz ela.

A ex-piloto conta que se emocionou com atitude inesperada de Hamilton: “Após a bandeirada, Hamilton, fez algo que o Senna sempre fazia quando ganhava a corrida: ele parou pra pegar a bandeira do Brasil e dar uma volta com ela. Ali não teve como segurar a lágrima e relembrar do Senna. Essa corrida tinha que ser do Hamilton, esse momento era dele junto com todos os torcedores brasileiros e fãs de automobilismo. Foi o maior espetáculo que já vi na F1 desde a partida de Ayrton Senna.

Questionada se ainda sente vontade de voltar para as pistas, ela responde: “Automobilismo é minha paixão, já recebi convite pra fazer disputa, com tudo pago, porém acabei recusando. Estava há um tempo sem correr, e uma competição exige muito preparo e eu me cobro demais com resultados. Meu foco hoje está na comunicação. Mas, se novos convites surgirem, e valer a pena, a gente pensa na possibilidade”, comenta com sorriso no final.

Veja Também