• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Aniversário

Reportagens especiais da TVMS Record celebram os 44 anos de MS

Matérias falam sobre “honrar o passado para construir um futuro mais consciente”

Ellen e equipe durante as gravações (Foto: Divulgação)

O aniversário de 44 anos de Mato Grosso do Sul será celebrado em grande estilo pela TV MS Record. A emissora vai veicular uma série de reportagens especiais com vários enfoques. O material vai ao ar na próxima segunda-feira, dia 11 de Outubro, data da criação do Estado, no canal 11.1.

A série foi feita sob direção da premiada jornalista Ellen Genaro que comandou numerosa equipe. Segundo ela, as matérias falam sobre “honrar o passado para construir um futuro mais consciente.”

São 10 reportagens especiais que abordam o patrimônio ferroviário, crescimento do varejo em MS, luz elétrica solar no Pantanal,  a mobilização pela vacina,  a curiosa cidade Zigurats entre outros assuntos.

Equipe na curiosa cidade Zigurats (Foto: Divulgação)

“Fizemos uma grande pesquisa sobre a importância do patrimônio para identificar a nossa história. Por isso é tão importante não depredar e cuidar. Um vagão, um trilho, uma Maria Fumaça revelam quem eram as pessoas, os aspectos sociais e econômicos, tudo que se viveu em uma época”, explicou a jornalista.

Ellen Genaro, aliás, concluiu a série de reportagens dias antes de sofrer o acidente de trânsito que a deixou ferida. Ela está internada no Hospital do Pênfigo, na Capital, onde se recupera. A profissional passa bem, mas não tem previsão de alta.

A pesquisa para a série especial foi profunda e alcança desde a história dos trilhos até os principais pratos consumidos dentro do trem.  

(Fotos: Divulgação)

“Eita saudade de um bife a cavalo e a cerveja quente, pessoal dizia. E o peixe frito preparado pelos índios no trecho até Miranda. Vendiam na janela do trem.  A origem verdadeira do Trem do Pantanal. A Música que virou hino de MS”, revela Ellen.

A série tem a participação de jornalistas da TVMS da Capital e de vários pontos do Estado. Além de Ellen, atuaram no projeto o editor-executivo Ciro de Oliveira; o produtor Elverson Cardozo; o editor Elpídio Neto; o auxiliar de produção e edição Leonardo Paraná; os cinegrafistas Maurício Souza, Gircilei Prudêncio, Márcio Higa e Semi Ferreira; os correspondentes do interior do Estado Chicão de Barros, de Corumbá; Lia Nogueira e Miriam Névola, de Dourados, e Rogério Potinatti, de Três Lagoas.

Conforme Elverson Cardozo, o percurso começou com pesquisa sobre locais e monumentos que ajudam a contar a história de Mato Grosso do Sul nesses 44 anos. Ele cita que a participação das pessoas que vivenciaram essa época foi fundamental.

(Foto: Divulgação)

"Na segunda-feira, o telespectador vai assistir relatos emocionantes, como a do maquinista que trabalhou por mais de 30 anos na rotunda e, agora, se orgulha de ter restaurado a Maria Fumaça em exposição na cidade de Três Lagoas (…) Nos caminhos do trem, passado, presente e futuro se encontram em uma viagem emocionante e cheia de curiosidades. Tem muita inovação, tecnologia e conhecimento compartilhado", comenta Elverson Cardozo.

Uma das reportagens especiais que compõem a série foi produzida pelo editor-executivo Ciro de Oliveira, apontado como um dos grandes conhecedores da música regional de MS. No vídeo abaixo, ele próprio faz o convite aos telespectadores.

Quem assistir a série de reportagens verá ainda os prédios erguidos pelos heróis da Guerra do Paraguai que foram tombados que agora estão sendo revitalizados. A Igreja Nossa Senhora da Candelária, em Corumbá, guarda a história de frei Mariano de Bagnaia, capuchinho italiano que chegou a ser prisioneiro dos paraguaios em um buraco cheio de serpentes.

Serviço: A série de reportagens vai ao ar na próxima segunda-feira, 11 de Outubro em um programa especial a partir das 10h50 e depois será reprisada, no mesmo dia, às 17h, na TV MS Record, canal 11.1.