• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Campo Grande

Prefeito inicia prevenção à quarta onda da Covid-19

Marquinhos Trad convocou reunião com técnicos da área da saúde para esta terça-feira

Prefeito Marquinhos Trad durante entrevista ao Cidade Alerta MS (Foto: Valdelice Bonifácio)

Campo Grande (MS) vai começar a avaliar as medidas de prevenção à quarta onda da pandemia do novo coronavírus já confirmada pela Organização Mundial da Saúde, OMS. A informação foi repassada pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) durante entrevista ao programa Cidade Alerta MS na noite desta segunda-feira, 29 de Novembro.

“Convoquei uma reunião para amanhã (dia 30) com toda a secretaria de Saúde, infectologistas, médicos para começarmos as medidas para prevenção à esta quarta onda que deixou de ser uma utopia e passou a ser realidade”, disse o prefeito.

Segundo Marquinhos Trad, Campo Grande é a primeira cidade do País a agendar reunião com o corpo técnico para estudar providências. “A gente se protege antecipadamente”, afirmou. A reunião será no Teatro Municipal, às 9h.

Durante a entrevista, ele defendeu a suspensão ao Carnaval e reiterou que não haverá a festa da virada que marca o réveillon na Capital. As medidas estão sendo tomadas para evitar aglomerações.

O prefeito também reforçou que a realização de eventos ou shows na Capital continuará condicionada à apresentação do plano de biossegurança.

“Para fazer shows devem protocolar plano de biossegurança. Ou se cumpre ou a fiscalização vai fechar o comércio e a empresa. A gente visa a cidade como um todo. Os bons não podem pagar pelos desobedientes”, defendeu.

(Foto: Valdelice Bonifácio)

Marquinhos fez um apelo para que os campo-grandenses concluam a vacinação contra a Covid-19. “Tem 60 mil que tomaram a primeira dose e não voltaram para tomar a segunda dose.”

Pesquisa – O prefeito também comentou os números do levantamento feito pelo Instituto de Pesquisa Resultado. Conforme a pesquisa, ele lidera a corrida pelo governo do Estado com 27,29% das intenções de voto.

Logo depois, aparece o nome do ex-governador André Puccinelli (MDB), com 20,87%, Zeca do PT, com 12,69%, Rose Modesto, com 10,46%, e Eduardo Riedel, com 2,38%.

“Agora temos a colheita de um plantio honesto e decente ao lado da população (...) Durante a pandemia, eu fui para as ruas e dei a cara a tapa”, disse ao analisar o resultado.

Votos em branco, nulo e eleitores que não souberam somaram 35,89%. A coleta foi feita de 16 a 22 de Novembro em 26 municípios de Mato Grosso do Sul.