• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Eleições 2020

Agrediu minha honra, diz deputado sobre briga com candidata a vereadora

Deputado estadual divulgou nota na qual diz que exaltou-se diante das más intenções da candidata

Vídeo mostra Pedro Kemp brigando com candidata à vereadora (Foto: Reprodução)

O deputado estadual Pedro Kemp e candidato a prefeito de Campo Grande (MS) pelo PT divulgou nota nesta quinta-feira, 29 de Outubro, sobre o vídeo em que aparece brigando com uma candidata a vereadora que reclamou da distribuição dos recursos partidários. Conforme o parlamentar, foi a candidata quem provocou a situação.

“A candidata, desde o início da campanha, veio reiteradamente fazendo falsas acusações a mim, a outras candidatas e a nossa candidata a vice-prefeita. Quanto a mim, agrediu minha honra e minha trajetória, construídas ao longo de 40 anos de militância no movimento dos direitos humanos e de 20 anos de atuação parlamentar”, diz o deputado na nota.

A confusão aconteceu no comitê de campanha da candidata Karla Cânepa, também do PT, em Campo Grande. O deputado foi até lá para conversar sobre as queixas da petista, na noite de terça-feira, 27. No vídeo, gravado às escondidas, o deputado grita e é contido por outros presentes.

"Desde o início da campanha, estou por aqui com você", diz o deputado à Karla Cânepa. "Não sou eu que distribui o dinheiro." "Irresponsável." Conforme Kemp, o vídeo foi editado e omite o pedido de desculpas e a conclusão da conversa.

Veja abaixo a nota na íntegra divulgada pelo parlamentar:

Em face de um vídeo premeditadamente gravado e editado em torno de uma discussão interna envolvendo a condução da campanha pelo meu partido, tenho a esclarecer o seguinte:

Fui acusado pela candidata a vereadora Karla Cânepa de ser injusto com os candidatos a vereadores da nossa chapa e de promover a distribuição desigual dos recursos partidários, de forma a privilegiar uns em prejuízo dos demais. A candidata procurou estabelecer no grupo da chapa proporcional um clima de desconfiança em relação a minha pessoa, colocando em dúvida minha conduta moral e questionando minha honestidade.

A candidata, desde o início da campanha, veio reiteradamente fazendo falsas acusações a mim, a outras candidatas e a nossa candidata a vice-prefeita. Quanto a mim, agrediu minha honra e minha trajetória, construídas ao longo de 40 anos de militância no movimento dos direitos humanos e de 20 anos de atuação parlamentar, sempre em defesa da justiça e da dignidade das pessoas, em especial dos mais pobres e injustiçados da sociedade. 

Fui escolhido consensualmente pelo Partido dos Trabalhadores como candidato a prefeito de Campo Grande e sempre tratei a todos os candidatos e candidatas a vereadores de forma fraterna e respeitosa. Ciente das acusações inverídicas e difamatórias da candidata, após tentativa frustrada de diálogo via telefone, avisei sua assessoria que iria ao seu encontro.

Dirigi-me ao seu comitê eleitoral, local público e onde a mesma se encontrava com seus assessores, com o objetivo de esclarecer a verdade. Exaltei-me diante das más intenções da candidata, que reafirmava suas falsas acusações, pois durante toda minha vida pública nunca aceitei injustiças.

Após feitos os esclarecimentos, inclusive que da parte dos recursos que me cabia opinar fiz a defesa da distribuição igual para todos, pedi desculpas a ela e a todos os presentes pela forma como reagi às suas acusações. Fui surpreendido 24 horas depois com esse vídeo editado e mal-intencionado, que omite meu pedido de desculpas e a conclusão da nossa conversa.

Reitero meu compromisso com meus companheiros e companheiras de partido de prosseguir na disputa eleitoral, defendendo um projeto de uma Campo Grande mais humana, democrática e para todos e todas.  

Pedro Kemp

Deputado Estadual e candidato a prefeito de Campo Grande