• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Homicídio

Vigilante teria sido morto por causa de ciúmes

Suspeito e vítima eram "amigos" e passaram a noite bebendo com algumas jovens

Crime foi praticado dentro da residência onde eles bebiam na companhia de algumas jovens (Foto: Marco Miatelo)

José Carlos Dias Viana, 36 anos acusado de assassinar o vigilante Rafael da Silva de Almeida, 30 anos, nesta quinta-feira (11) na Rua Aydên Roque, no Jardim Bálsamo, alegou que matou a vítima porque Rafael ficou com ciúmes dele com mulheres. Eles começaram a discutir antes do homicídio acontecer.

Segundo o boletim de ocorrência, José estava bebendo com a vítima em um bar durante a madrugada. A bebedeira a se estendeu durante o dia e ambos foram ingerir bebida alcoólica na casa de Rafael. Eles chamaram algumas jovens para ir até a residência.

Ainda de acordo com o suspeito, Rafael teria ficado com ciúmes porque as jovens darem mais atenção a ele. Os dois começaram uma discussão e entraram em luta corporal. Em seguida José Carlos pegou um pedaço de vidro no chão e desferiu contra Rafael.

" Dei um golpe no pescoço de Rafael e saí do local correndo", afirmou. Ele disse que não tinha intenção de matar o "amigo". O suspeito estava dentro de uma residência no momento em que foi preso e não resistiu à prisão. O rapaz vestia uma bermuda, estava sem camisa e não portava mais o pedaço de vidro usado no homicídio.