• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Pesca predatória

PMA autua dois catarinenses em R$ 1,8 mil por crime de pesca predatória

Autuados tiveram acampamento desmontado e pagarão multa

PMA autua pescadores por pesca predatória (Foto: Divulgação/ PMA)

Dois pescadores, ambos de 44 anos, foram autuados no município de Bonito, quando realizavam pescaria ilegal no rio Miranda e Policiais Militares Ambientais de Jardim e Bonito, que trabalham na operação Hot point, os abordaram em um acampamento hoje (22) à tarde. Eles praticavam pesca no local e, em uma caixa isotérmica no acampamento em que estavam, foram encontrados 84 exemplares de peixes nativos das espécies mandi, jurupensem e curimbatá.

Os turistas, residentes em Saudades e Chapecó (SC) poderiam capturar e abater somente um exemplar de peixe nativo daquelas espécies encontradas com eles e, dessa forma, foi caracterizado o crime ambiental. Foram apreendidos o pescado, pesando 20 kg e a caixa isotérmica.

Os infratores responderão por crime ambiental de pesca predatória, por captura de pescado acima da quantidade permitida. Se forem condenados pelo crime ambiental, os pecadores poderão pegar pena é de um a três anos de detenção. Eles também foram autuados administrativamente e foram multados em R$ 900,00 cada um. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.