• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Justiça

Padrasto que tentou matar enteado tem pedido de liberdade negado

No dia do crime, a criança foi atingida no ombo, na virilha e na coxa

Sede do Tribunal de Justiça de MS (Foto: Divulgação)

A Justiça de Porto Murtinho (MS), negou nesta quarta-feira, 27 de Janeiro, o pedido de revogação da prisão do padrasto que tentou matar o enteado a tiro, em Janeiro de 2020, após o término do relacionamento com a mãe da vítima.

Decisão foi publicada no Diário da Justiça, onde o magistrado indefere o pedido de revogação do autor que no dia 26 de Janeiro de 2020, às 14h10, foi até a residência de sua ex-companheira no bairro Pantanal e armado com um revólver fez disparos em direção a criança, que estava sentada na varanda em uma cadeira ao lado dos filhos de 6 e 1 ano.

Os três tiros atingiram o enteado, no ombro, na virilha e na coxa. O irmão da vítima que também estava na casa foi ao seu socorro e o autor fugiu.

O homem não aceitava o fim do relacionamento com a mulher depois de deixa-lo após várias agressões.

(Com informações Rádio Caçula)