• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Campo Grande

Motorista diz que acelerou quando ex-marido bateu no vidro do carro

Vinícius Gonçalves, 20 anos, disse que ficou medo do ex-marido de sua namorada estar armado

Foto: Thays Schneider

A polícia ouviu os três envolvidos no acidente que causou a morte de Jair Fernandes, de 47 anos, e Mauro Jorge, de 54 anos, na manhã de hoje (4), no cruzamento da Avenida Guaicurus com a Marginal Bálsamo, em Campo Grande. Vinícius de Oliveira Gonçalves, de 20 anos, motorista do veículo modelo Volkswagen Gol que provocou o acidente está preso por homicídio doloso.

Vinícius já deixou a UPA do Bairro Universitário sob escolta da PM (Polícia Militar) e foi encaminhado a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol onde prestou depoimento e segue preso.

Versão do motorista – Vinícius disse à polícia que estava em seu veículo com a passageira, quando o ex-marido dela, Guilherme Henrique dos Santos, de 24 anos, encostou a moto próximo e bateu no vidro do carro fazendo menção de estar armado, segundo o registro policial. Momento em que Vinícius acelerou o veículo e atingiu outro carro, modelo Renault Scénic, onde estavam as duas vítimas fatais.

(Foto: Luciano Muta)

Motociclista – Em seu depoimento, Guilherme Henrique alegou que manteve um relacionamento com a mulher e tem duas filhas com ela. Ele teria combinado de leva-la até uma agência de emprego, nesta quinta-feira (4), mas como a mulher não atendia o telefone, resolveu ir até a casa da mãe dela e, chegando lá, viu a ex entrando no  Gol com  Vinícius.

O motociclista disse que seguiu o carro e, ao se aproximar, batendo no vidro, pediu para que o motorista parasse, mas Vinícius acelerou.

(Foto: Luciano Muta)

Passageira - A passageira e ex-mulher de Guilherme contou que estava na casa da mãe e Vinícius passou para busca-la. Eles iriam até o centro da cidade, quando, seu ex-marido apareceu na moto modelo Honda Fan.

A mulher confirmou que o ex-marido acompanhou o veículo e chegou a pedir a Vinícius que parasse, batendo no vidro, mas ele acelerou.

Testemunhas contaram à polícia que o motorista do Gol estava a mais de 100km/h, rampou o quebra-molas e atingiu o veículo Renault Scénic.  Jair Fernandes, de 47 anos, e Mauro Jorge, de 54 anos, morreram no local.

Após a batida, Guilherme parou a moto e desceu gritando ao casal do Gol “viu o que vocês fizeram?”. Ele levou a mulher até a UPA e Vinícius foi levado para atendimento pelo corpo de bombeiros.

Veja Também