• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Lei Seca

Condutores se recusam a fazer o teste de alcoolemia em blitz

Segundo Batalhão de Trânsito da PM, em quatro dias 103 condutores se recusaram a fazer o teste

Entre as últimas medidas de enfrentamento à Covid-19, a fiscalização de trânsito foi intensificada em Campo Grande. As abordagens ficaram aina mais frequentes após os hospitais ficarem com leitos do SUS ocupados por pessoas envolvidas em acidentes de trânsito, especialmente causados por embriaguez. As ações acontecem nas sete regiões de Campo Grande pelo Batalhão de Trânsito da Polícia Militar de forma simultânea com a Guarda Civil Metropolitana e Detran.

Entre os dias 31 de julho e três de agosto, o Batalhão de Trânsito abordou 1.437 veículos. Desses, 129 condutores tinham evidências de estarem embriagados. A suspeita foi confirmada em 26 que fizeram o teste de alcoolemia e deu positivo. No entanto, 103 se recusaram a realizar o teste do bafômetro.

“ Em quatro dias a maior dificuldade das equipes foram os condutores que se recusaram a fazer o teste de alcoolemia. E os  que se recusam a fazer o teste são autuados administrativamente. Os flagrantes maiores são ainda os condutores embriagados que estão trafegando após o Toque de Recolher”, afirma o major William da Silva Nascimento, da Polícia Militar de Trânsito.

Ainda de acordo com o oficial, as fiscalizações na Capital foram reforçadas nos últimos dias, mas elas são rotina como forma de coibir os casos de e embriaguez na direção. E outras infrações de trânsito também são flagradas durante as abordagens. Em quatro dias 26 pessoas foram flagradas dirigindo sem Carteira Nacional de Habilitação e 32 veículos por irregularidades na documentação.

A operação conta com apoio da Agetran, Guarda Civil Metropolitana, Detran-MS e Polícia Militar

Fiscalizações devem continuar (Foto Gabriel Torres)

Veja Também
Correios
Farejadores encontram maconha e cocaína postadas por traficantes via Correios

A droga seria enviada para A Polícia Rodoviária Federal (PRF), em uma ação conjunta com o Centro de Distribuição dos Correios (CDD) entre o Grupo de Operações com Cães (GOC/MS) e Setor de Coordenação de Segurança Corporativa da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, apreendeu diversas encomendas com drogas nesta quinta-feira (29), que seriam enviadas para os estados de São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Distrito Federal e até para Hong Kong