• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Líder do PCC

Bonitão do PCC é removido para Presídio Federal

Criminoso expulso do Paraguai foi transferido a pedido do Ministério Público Federal

Operação para transferir líder do PCC para o Presídio Federal de Catanduvas (Foto: Divulgação/PF)

Já está no Presídio Federal de Catanduvas, no Paraná, Giovanni Barbosa da Silva, o Bonitão, liderança do PCC (Primeiro Comando da Capital). Ele foi removido nessa sexta-feira (15). Desde o domingo (10), quando foi expulso do Paraguai e extraditado, ele era mantido na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR).

De acordo com a Polícia Federal, a ação envolveu Polícia Militar, Polícia Civil, Casa Militar e Depen (Departamento Penitenciário Nacional). Bonitão foi entregue à Polícia Federal do Paraná no dia 10 e foi removido para a sede da PF em Curitiba no dia 13. Desde então permaneceu naquela unidade, com reforço de segurança local por conta da periculosidade do preso.

Com apoio do Grupamento de Operações Aéreas da Polícia Civil do Paraná, Bonitão foi levado até Catanduvas, onde permanecerá após pedido do MPF (Ministério Público Federal).

Giovanni Barbosa da Silva, vulgo “Bonitão do PCC” ou “Coringa” foi expulso do Paraguai (Foto: Divulgação)

Giovanni foi alvo da Operação Exílio da Polícia Federal, que ocorreu em Ponta Porã e São Bernardo do Campo (SP). Na operação, um membro do PCC que estava foragido de São Paulo chegou a ser preso. No cumprimento dos mandados de busca apreensão, foram apreendidos 14 granadas, 4 fuzis, 2 pistolas Glock, 250 quilos de maconha e R$ 50 mil em espécie.

Também foram apreendidos 7 carros de luxo, entre eles uma Mercedes e uma Range Rover. Segundo a Polícia Federal, o armamento seria usado em uma empreitada do PCC, mas não foram revelados mais detalhes. Giovanni conseguiu driblar a polícia e ficou foragido. No entanto, acabou preso no último sábado (9).