• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto

Geral

Trecho da rua 13 de Maio se prepara para receber recapeamento

Nesta etapa está sendo feita a remoção do asfalto antigo

Quarta-feira, 18 Maio de 2022 - 11:51 | Isabela Duarte


Trecho da rua 13 de Maio se prepara para receber recapeamento
(Foto: Luiz Alberto)

Duas quadras da Rua 13 de Maio, entre a Avenida Mato Grosso e a Rua Maracaju, estão sendo preparadas para receber uma nova capa asfáltica.

Nesta etapa está sendo feita a remoção do asfalto antigo (fresagem), na sequência serão os remendos e o reperfilamento (o nivelamento da pista), antes do recapeamento previsto para a próxima semana.

Em função destas intervenções, desde segunda-feira (16) o trânsito está interditado na 13 de Maio (da Avenida Mato Grosso até a Rua Maracaju) e na Rua Antônio Maria Coelho, entre as ruas 14 de Julho e a Rui Barbosa.

Os ônibus que trefegam pela 13, entram na Avenida Mato Grosso, seguem até Avenida Calógeras, sobem a Marechal Rondon e voltam a 13 de Maio.

A revitalização da 13 de Maio se estenderá por 2,3 km, desde a Rua Júlio Dittmar, no Bairro São Francisco, até a Avenida Fernando Correa da Costa.

Foram implantados 1.703 metros de tubulação de drenagem que vão eliminar pontos de alagamento na região próxima ao Centro de Especialidades Médicas. Na quadra onde está localizada a Santa Casa foram feitos 534 metros de drenagem.

A tubulação sobe a Rua General Mello (a partir da 14 de Julho) e entra na 13 de Maio onde foram feitos dois ramais. Um vai até perto da Avenida Mato Grosso se interligando com a tubulação já existente lá, e que termina no Segredo. Outra ramal se estende em sentido oposto até a Rua Pernambuco.

Outra frente de drenagem, com 313 metros, começa na altura da Travessa Camões e vai até a outra esquina, com a Rua Pernambuco. Esta tubulação se interliga com o trecho mais longo da rede de drenagem implantada na 13 de Maio.

São 856 metros que desce pela Travessa Mário Pinto Peixoto, atravessa a esplanada ferroviária, passa pelas Ruas dos Ferroviários, Santos Dumont, chegando ao Córrego Segredo às margens da Avenida Ernesto Geisel.

Infraestrutura - segundo o engenheiro da Sisep, Rodolfo Quevedo, em toda a área de intervenção no microcentro, além de 31,2 quilômetros de recapeamento, estão projetados 9,2 km de drenagem.

O investimento fica enterrado sob o asfalto, mas é fundamental porque elimina problemas pontuais de alagamento, além de garantir maior durabilidade ao pavimento porque haverá menos água da chuva escoando sobre o asfalto.

(Com informações de Prefeitura Municipal)