• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Operação Piracema

PMA usa drone e surpreende pescadores fazendo arrastão com rede de pesca

Rede medindo 120 metros de comprimento foi apreendida pelos policiais ambientais

(Foto: Divulgação/PMA)

Policiais Militares Ambientais de Coxim (MS), estão realizando fiscalização preventiva no rio Taquari, Coxim e afluentes e outros rios, em monitoramento e vigilância de cardumes na operação piracema.

Enquanto mantêm vigilância visual aos cardumes, as equipes utilizam drones para monitorar os rios nas áreas próximas. Na sexta-feira (19) com uso de um drone, uma equipe visualizou dois elementos armando uma rede de pesca (petrecho proibido), em uma corredeira denominada “Cachoeira Quatro Pés”, no rio Coxim.

Ao deslocar para abordagem, os policiais foram avistados à grande distância pelos infratores, os quais empreenderam fuga pela mata abandonando o petrecho ilegal. A equipe realizou diligências, porém, não conseguiu prender os criminosos.

A rede de pesca, medindo 120 metros de comprimento foi retirada do rio e apreendida.

A PMA irá continuar em fiscalização preventiva, fundamental para evitar a depredação dos cardumes, especialmente com uso deste tipo de petrecho ilegal que tem alto poder de captura.

Se identificados, os pescadores responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Há também previsão de multa administrativa de R$ 700,00 a R$ 100.000.

Veja Também