• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Memória

Papai Noel do Pátio Central Shopping não resiste a três AVC’s e morre na Capital

Seu Osvaldo Pereira da Rosa era a figura mais carinhosa e emblemática do Natal que fazia a alegria de crianças e adultos

Seu Osvaldo era Papai Noel do Pátio Central Shopping há 10 anos (Foto: Arquivo)

O Papai Noel mais querido e famoso do centro de Campo Grande não resistiu a três AVCs (Acidente Vascular Cerebral) e faleceu nesta quinta-feira (28) em Campo Grande. Seu Osvaldo Pereira da Rosa, 65 anos, foi o personagem mais emblemático do período natalino nos últimos 10 anos no Pátio Central Shopping. Ele chegou a trabalhar no último natal. Por causa da pandemia, não teve contato direto com as pessoas e interagiu por meio de um telão.

Depois do Natal ocorreram os AVC’s.  Ele passou mal no dia 27 de dezembro e foi internado. Os outros dois episódios ocorreram em janeiro. Seu Osvaldo chegou a ter alta do hospital, mas foi internado novamente na semana passada e nesta quinta-feira não resistiu às complicações. O Papai Noel do Pátio Central Shopping tinha três 3 filhos, 6 netos e 2 bisnetos.

Emocionada, a coordenadora de Marketing do Pátio Central Shopping, Lia Marques Sudório, afirma que o Seu Osvaldo fazia questão que todos tirassem fotos com ele, porque segundo ele todo mundo deveria ter uma foto com o Papai Noel. "Com o anúncio sobre seu falecimento recebemos diversos comentários em nossas redes sociais de pessoas que vinham trazer as crianças para tirar foto com ele todos os anos. O seu último natal não foi da forma que ele gostaria e durante todo o período de natal recebemos diversos clientes perguntando sobre nosso Bom Velhinho e nossos lojistas também lamentaram a falta da presença do mesmo, a falta de contato com as crianças deixou nosso Noel um pouco triste mas ele abraçou nosso formato de vídeo conferência e fez a alegria de muitas crianças que ficavam encantadas quando o viam no painel de led" ressalta.

Ainda segundo a coordenadora, "o carinho que ele tinha não só com as crianças era diferente e isso fazia o nosso Natal ser mágico. Não existia tristeza perto do seu Osvaldo. Sentiremos muita saudade.”

Seu Osvaldo era aposentado e ser papai noel se transformou mais que renda extra no fim do ano e sim em uma grande paixão.  Ele gostava do contato com as pessoas, em especial da troca de afeto com as crianças.

Veja Também