• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Sistema Penitenciário

Greve de fome de presos atrapalha a vacinação contra Covid-19

Agepen garante que está acompanhando ação de perto para caso de providências

(Foto: Marco Miatelo)

Os internos da Penitenciária Estadual Masculina de Regime Fechado da Gameleira (Unidade 1), em Campo Grande (MS), entraram em greve de fome na segunda-feira (08). O ato teve início no período da manhã, por volta das 8h.

Em nota, a Agência Estadual de Administração de Sistema Penitenciário (Agepen/MS) informou ontem que a unidade prisional está tranquila, com a rotina seguindo normalmente.

"A Agepen informa que internos de três dos cinco pavilhões da Penitenciária de Regime Fechado da Gameleira 1 não quiseram pegar o café da manhã, na manhã desta segunda-feira (8.11). Nenhuma reivindicação foi feita e a Agepen está acompanhando o caso para providências que se fizerem necessárias. A unidade prisional está tranquila, com a rotina seguindo normalmente".

Com a atualização da situação nesta terça-feira, 09 de Novembro, a agência informou ao Diário Digital que no café da manhã e no almoço de segunda-feira, internos de três dos cinco pavilhões não pegaram a refeição. Porém, no jantar de ontem e café da manhã de hoje, alguns detentos destes pavilhões voltaram a pegar a refeição.

"Além disso, a greve de fome acabou atrapalhando a vacinação dos internos pois, a médica responsável avaliou não ser seguro vaciná-los sem estarem alimentados", destacou a assessoria de imprensa da Agepen.

(Foto: Marco Miatelo)

Também em comunicado referente às visitas, Agepen relatou que o comitê para medidas de enfrentamento à covid-19 está analisando os procedimentos necessários para o retorno total das visitas.

"O Comitê para medidas de enfrentamento à Covid-19 no sistema prisional de MS, instituído pela Agepen, está analisando os procedimentos necessários para o retorno total das visitas, já retomadas em agosto com medidas restritivas de biossegurança. A Agepen, em parceria com as secretarias de saúde (Estado e Municípios) está trabalhando para acelerar a vacinação, bem como a conscientização para que todos se vacinem".

Entenda a ação – Os internos da Penitenciária Estadual Masculina de Regime Fechado da Gameleira (Unidade 1), em Campo Grande (MS), entraram em greve de fome nesta segunda-feira, dia 8 de Novembro. O ato teve início no período da manhã, por volta das 8h.

De acordo com uma mulher de 37 anos, que estava no local, há várias motivações para o protesto. Uma das reivindicações é a melhoria da comida que estaria chegando estragada.

Além disso, os internos reivindicam compra de uniformes e visitas íntimas com mais tempo, entre outros. Conforme a mulher, os presos reclamam de agressões sem motivos de agentes penitenciários.

"O sistema dessa penitenciária é horrível. Como moro longe, venho para as visitas que não duram nem 40 minutos", destacou a mulher que não quis ser identificada ao Diário Digital.

Na tarde desta segunda-feira, um advogado já estava na instituição para conversar com o diretor do presídio. Ainda conforme a esposa de um interno, se as reivindicações ficarem sem resposta, os familiares irão para frente da Governadoria e do Fórum cobrar posicionamento do governador, Reinaldo Azambuja e da Justiça.