• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Homenagem póstuma

Filha de Paulo Coelho Machado é homenageada por membros do Instituto Histórico e Geográfico de MS

Integrante do Instituto Histórico e Geográfico de MS faleceu em 2020, em decorrência da covid-19

  • 08 out 2021
  • Yara Borges e Thays Schneider
  • 11:31
Filha de Paulo Coelho Machado é homenageada por Instituto histórico e geográfico de Mato Grosso do Sul (Foto: Divulgação/ Luciano Muta)

Às vésperas das comemorações dos 44 anos de emancipação do Estado de Mato Grosso do Sul, o Instituto Histórico e Geográfico de MS prestou, hoje (8), uma homenagem póstuma à Vera Maria Machado Pereira, um dos grandes destaques femininos para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul, com ações relevantes dentro e fora do Instituto.

Vítima de complicações em decorrência da covid-19, ela faria 76 anos neste domingo (10).Vera faleceu no dia 4 de dezembro de 2020. "Sua morte foi algo muito rápido, eu diria que foi uma forma brutal como essa doença tem sido com todos. Mas foi brutal, porque foi muito rápido, a Vera entre testar positivo e falecer foi questão de 1 semana, então o rompimento foi muito brusco e traumático acredito que para todos em ficar sem a presença dela aqui", comenta a historiadora e presidente do instituto histórico geográfico de Mato Grosso do Sul, Maria Madalena Dib Merb Greco, de 64 anos.

Maria Madalena Dib Merb Greco, historiadora e presidente do instituto histórico geográfico de Mato Grosso do Sul (Foto: Divulgação/ Luciano Muta)

Vera Machado, também contribuiu para o fortalecimento de atividades voltadas ao turismo do Estado. "A Vera foi nossa associada desde de 2005. Ela era filha do Paulo Coelho Machado, nosso fundador. Mas, a Vera tinha uma luz muito própria, ela era uma pessoa que eu chamo de sorriso do Instituto, ela partilhava ombro a ombro com a gente. Vera teve um significado muito grande, ela sempre foi nossa diretora de relações institucionais, e sempre levou o nome do Instituto e todos os nossos projetos e trabalhos. Ela se envolvia muito de uma maneira muito comprometida. E eu acho que de uma certa forma, homenageando a Vera, nós conseguimos nos despedir dela. Seria aniversário dela agora domingo, e eu acho que nós estamos homenageando todos que se foram com a covid e todas as famílias como nós, que não conseguiram se despedir presencialmente de nossos entes queridos. Então é um significado maior", ressalta.

"Nós vamos fazer uma benção, uma celebração. Na verdade, nós vamos consagrar o tempo em que nós ficamos com ela, essa vivência tão bonita e mandamos reproduzir um quadro dela e justamente de uma maneira muito significativa na nossa recepção. O sorriso dela recebendo tantos e quantos cheguem aqui, como sempre foi", acrescentou Maria Madalena Dib ao falar sobre a importância de deixar fixo o retrato de Vera no hall de entrada do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso do Sul.

Veja Também